Política

AGRONEGÓCIO

Temer vai ao Mato Grosso estreitar laços com os empresários do agronegócio brasileiro

Em forma de agradecimento e estreitamento de laços com os empresários do agronegócio brasileiro, já que são estes que comandam a banca ruralista que ajudou – e muito – na negação da investigação de corrupção passiva, o presidente golpista Michel Temer faz visita ao MT.

sexta-feira 11 de agosto| Edição do dia

Como já colocado aqui o presidente golpista Michel Temer tem muito o que agradar os grandes empresários do agronegócio brasileiro, já que foram desde o começo do golpe – a partir de suas marionetes na câmara e no senado, como também apresentado aqui – apoiadores e colaboradores de suas políticas de ataque a vida dos trabalhadores em pról do lucro destes.

A bancada ruralista utiliza do discurso de que o agronegócio é o setor que poderá emplacar uma agenda positiva tanto na questão da recuperação econômica quanto em meio à expectativa da apresentação de uma nova denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente.

Desta forma, após conseguir se safar da investigação de corrupção passiva, graças aos votos da bancada ruralista também, e usando-se deste “discurso positivo”, Michel Temer faz nesta sexta-feira (11) a sua primeira viagem ao Estado de Mato Grosso desde que assumiu o Palácio do Planalto. Na agenda do golpista está a participação na abertura da colheita do algodão, seguida da participação na cerimônia de inauguração da usina de etanol de milho da FS Bioenergia, a primeira usina brasileira de etanol que utiliza milho em 100% de sua produção.

É bom colocar que a FS Bioenergia é uma joint venture entre a Fiagril Participações, do Brasil, e a Summit Agricultural Group, dos Estados Unidos, e que estes empresários investiram cerca de R$ 450 milhões na usina, cuja capacidade inicial prevista é da ordem de 240 milhões de litros de etanol por ano. Também acrescentamos que a política da bancada ruralista é atender as necessidades do agronegócio e de outros empresários nacionais e internacionais, vem tramitando projetos que facilitam a venda de terras a estrangeiros, flexibilizam do processo de licenciamento ambiental e reveem demarcações de terras indígenas, áreas quilombolas e reservas florestais, como colocado aqui.

Frente a esta visita, caminhoneiros bloquearam parcialmente trecho da BR-163 para protestar contra o aumento da alíquota de PIS/Cofins sobre combustíveis, na altura do km 686. Essa atitude realmente vai contra a declaração do golpista de que a população iria entender o aumento no combustível, como apresentado aqui. Este aumento é somente um de todos os ataques, em diversas áreas, que o governo golpista vem tomando e tentando aprofundar para salvar o lucro de empresários enquanto explora até o fim a classe trabalhadora. Não devemos permitir! Devemos retomar a greve geral em nossas mãos – já que sabemos que as grandes centrais sindicais nos traíram no dia 30J – e gritar em alto e bom som: Nossas vidas valem mais que o lucro deles.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Agronegócio   /    Política

Comentários

Comentar