Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Temer quer dialogar com Lula e Bolsonaro para apoiarem a reforma da Previdência

Osmar Terra, ministro do Desenvolvimento Social, sugeriu em jantar que Temer procurasse os candidatos à presidência de 2018 para procurar apoio.

terça-feira 5 de dezembro| Edição do dia

Em jantar que aconteceu na casa de Rodrigo Maia, defensor ferrenho da reforma da Previdência, Osmar Terra, o atual ministro do Desenvolvimento Social, sugeriu que o Governo Temer procurasse Lula (PT) e Bolsonaro (PSC), para dialogar e pedir apoio à reforma da Previdência.

Os candidatos à presidência, segundo cúpula de Temer, precisam ser convencidos de que a reforma é necessária e que teriam maiores dificuldades de serem aprovadas ano que vem. Terra defendeu que fosse Padilha o interlocutor desta conversa, uma vez que o atual minsitro da Casa Civil, possui boas relações com o Bolsonaro e considera Lula um possível aliado, já que foi oposição do governo dele em 2002.

Lula afirma em suas caravanas para iniciar seu processo de se lançar como candidato a presidência que irá "revogar as reformas de Temer", entretanto, ele não diz quais e não entra em detalhes. Ainda sim, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) liderada pelo PT, não se mobiliza para barrar a reforma da Previdência e revogar a reforma Trabalhista. Além de não ter lutado efetivamente contra o golpe, Lula também saiu publicamente afirmando que perdoa os golpistas.

Hoje (5), após a CUT trair abertamente a mobilização dos trabalhadores contra a reforma, cancelando o chamado de Greve Geral, trabalhadores paralisaram em algumas regiões brasileiras e saíram em ato em algumas capitais. Os ataques que Temer tem travado contra os trabalhadores precisam ser combatidos de maneira efetiva, denunciando e combatendo às traições das centrais sindicais, através da mobilização pela base.




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar