Sociedade

PROGRAMA "BRASIL SEM CIÊNCIA"

Temer cortará ciência e tecnologia em 25% para o ano que vem

Segundo proposta orçamentária enviada ao congresso, investimento do governo golpista de Temer em ciência e tecnologia deve sofrer redução de 25% no ano que vem. CNPq terá corte de 13%. O repasse federal destinado a ciência e tecnologia já é o mais baixo da história.

sexta-feira 10 de novembro| Edição do dia

O Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2018 proposto pelo governo federal e encaminhado ao congresso no dia 30 de outubro, prevê drásticos cortes à ciência e tecnologia e significa um aprofundamento da crise das universidades e instituições federais de pesquisa. O repasse federal destinado a ciência e tecnologia já é o mais baixo da história e essa medida terá um duro impacto sobre diversas instituições.

Não se trata apenas de um congelamento, como o que ocorreu esse ano com o orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que provocou cortes em bolsas do CNPq. Trata-se de um corte efetivo de um bilhão e meio de reais que não poderão ser descongelados ou liberados em casos emergenciais, que vai prejudicar inúmeras pesquisas, e estabelecer um precedente catastrófico para o futuro da ciência no Brasil. “Uma vez aprovados esses valores, não tem como aumentar”, diz o cientista Bruno Castilho, diretor do Laboratório Nacional de Astrofísica, ao jornal O Estado de São Paulo. “Neste ano o ministério conseguiu negociar uma liberação para pagar os rombos mais críticos. No ano que vem, não teremos de onde tirar esse socorro, porque o orçamento já começará menor.”

Leia Mais :Conheça o "Brasil sem Ciência", programa que Temer está implementando

Entre os vários órgãos que serão atingidos pelo corte está o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, responsável por pesquisas climáticas e o monitoramento do desmatamento da Amazônia. Segundo diretor do instituto, diversos projetos e serviços serão inviabilizados em decorrência do corte.

O maior supercomputador da América Latina, que atende a pesquisadores de todo país, mantido pelo Laboratório Nacional de Computação Cientifica, deve tornar se inoperacional devido à redução de 39% no orçamento.

Essa política torna evidente a aliança do governo golpista de Michel Temer com o capital imperialista que visa aprofundar a dependência econômica do Brasil e ampliar a super exploração da classe trabalhadora.

Para financiar a ciência e tecnologia torna se urgente o não pagamento da dívida pública, que atualmente consome metade do orçamento da união, e a maior transparência dos recursos públicos.

Fonte Da Foto: http://sjsc.org.br




Tópicos relacionados

Ciência e Tecnologia   /    Governo Temer   /    Sociedade

Comentários

Comentar