GREVE DOS PETROLEIROS

#SomosTodosPetroleiros fura o cerco da mídia e alcança 5º lugar nos assuntos mais comentados do Brasil

Completada sua segunda semana em greve, os petroleiros e petroleiras receberam apoio de milhares no Twitter através da hashtag #SomosTodosPetroleiros em defesa dos 1000 empregos na Fafen (Fábrica de Fertilizantes localizada no Paraná) e contra a privatização da Petrobras. O Twittaço teve seu início às 11 horas.

sexta-feira 14 de fevereiro| Edição do dia

O twittaço, impulsionado pelo Esquerda Diário e aderido por milhares, conseguiu alcançar o 5º lugar de todo Brasil entre os Assuntos do Momento, ainda mais forte do que a primeira vez, quando chegou ao terceiro lugar dos assuntos mais comentados em SP.

Veja Abaixo alguns dos tweet abaixo:

Isso mostra que a tentativa de fazer um cerco contra esta histórica greve e desgastá-la - como a Globo e todo o conjunto dos oligopólios midiáticos veio tentando fazer - tiveram importantes furos e chegou aos ouvidos e olhos de muitos, mesmo tamanho empenho em esconder a greve da população. Este profundo boicote de toda a grande mídia mostra que os grandes meios de comunicação têm os mesmos interesses que Guedes, Bolsonaro e a Petrobrás: aplicar demissões, privatizações e ataques aos trabalhadores.

No máximo, o que ficamos sabendo através destes meios são das medidas totalmente arbitrárias contra a greve, como as decisões do TST determinando que 90% dos trabalhadores devem voltar aos seus postos, multas milionárias por dia, bloqueio das contas do sindicatos e a contratação de trabalhadores temporários para furar a greve, rasgando o direito de greve. Mas sabemos que mesmo com essas tentativas de desgate, a greve vem demonstrando força.

Além de diversas ações como a venda por preços razoáveis de botijões de gás, dando um pequeno exemplo do que seria uma empresa à serviço de suas necessidades, ontem ocorreu um grande ato de petroleiros no RJ, com milhares de trabalhadores da categoria e também muitos apoiadores e continuamos com mais de 100 unidades e cerca de 20.000 trabalhadores mobilizados.

O Resultado deste twittaço é mais um exemplo de que a força que estes trabalhadores demonstram pode ser uma causa nacional. Mesmo assim, as centrais sindicais como a CUT e a CTB permanecem sem orientar e organizar mobilizações de apoio e campanhas de solidariedades. Nós do Esquerda Diário e do movimento Nossa Classe propusemos e a assembleia dos metroviários aprovou a distribuição de uma carta aberta em apoio aos petroleiros, divulgando a luta a população, o que é um pequeno exemplo do que seria possível fazer com a força das centrais sindicais para divulgar a greve.

Por estas razões nós da Rede Internacional de Diários - Esquerda Diário acompanhamos diariamente a luta dos petroleiros e, para mostrar a importância da greve no país, como um ponto de apoio na luta contra o governo Bolsonaro e seu projeto privatista, impulsionamos este 2º Twittaço em apoio à greve dos petroleiros. #SomosTodosPetroleiros.




Tópicos relacionados

Paulo Guedes   /    Governo Bolsonaro   /    Petrobras   /    twitter   /    Jair Bolsonaro   /    Privatização da Petrobras   /    Greve dos Petroleiros

Comentários

Comentar