Política

JOGO DE AZAR

Senador que quer legalizar jogo de azar é denunciado por lavagem de dinheiro e corrupção

terça-feira 14 de novembro| Edição do dia

Ciro Nogueira é o senador autor da proposta de legalização dos jogos de azar, que segundo ele aumentariam a arrecadação da União através de impostos. O que ele não diz é que os jogos de azar são uma grande empresa de lavagem de dinheiro e compra de políticos, afinal de contas, ele mesmo foi denunciado por estes crimes inúmeras vezes.

Em novembro de 2016, Ciro Nogueira foi acusado exatamente de lavagem de dinheiro e corrupção, pelo então Procuradores Geral da República, Rodrigo Janot. Segundo a ação, Ciro teria recebido R$ 2 milhões da UTC Engenharia. Nogueira faria parte da alta cúpula do PP, responsável por lidar diretamente com as empresas pagadoras de propina aos políticos do partido. (Fonte).

Teori Zavascky, que era então o Ministro do STF responsável pelo caso, morreu misteriosamente um acidente de avião um pouco mais de um mês após a ação ter sido apresentada.

E neste ano, Ciro Nogueira foi alvo de outra denúncia por Janot. Na delação da JBS, em maio, o executivo Ricardo Saud afirma que Ciro Nogueira recebeu R$ 42 milhões em nome do PP 9Fonte). em setembro, os executivos Joesley e Ricardo Saud afirmaram ter entregue diretamente a Ciro uma mala com R$ 500 mil em propina. Os dois delatores se contradisseram sobre o local, porém, segundo Saud, esta seria a primeira parte dos R$ 8 milhões em propina que seriam pagos ao PP.

Em 2015, outra delação, de Alberto Youssef, afirmou que Ciro recebeu RS 150 mil para se filiar ao PP. 9Fonte)

Como vemos, as denúncias afirma que Ciro é um especialista em jogar com a lavagem de dinheiro e a corrupção. Isso seria motivo suficiente para mostrar como o senador quer logo legalizar o jogo e assim facilitar imensamente a lavagem de dinheiro, evasão de divisas, calotes nos impostos e inúmeras manobras financeiras usadas pelos cassinos para acumular sua imensa riqueza.

Os senadores, no entanto, fazem demagogia dizendo que a a legalização dos jogos vai aumentar a arrecadação dos impostos, o que é uma verdadeira mentira tendo em vista os negócios escusos dos bicheiros e doleiros, especialistas em driblar a fiscalização, produzir notas falas e lavar dinheiro. Ao invés disto, deveria-se legalizar as drogas, já que sua proibição é parte de um grande negócio para encarecer o produto e financiar uma máquina de repressão contra a juventude, especialmente os jovens negros, através da "guerra às drogas".




Tópicos relacionados

Senado   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar