Política

CORRUPÇÃO

Senador do dinheiro na cueca terá apartamento e plano de saúde durante afastamento

Chico Rodrigues (DEM-RR) terá apartamento e plano de saúde enquanto estiver afastado do cargo. Seu filho Pedro Rodrigues que será seu suplente também manterá o mesmo benefício.

quinta-feira 22 de outubro| Edição do dia

O senador vice líder de Bolsonaro, Chico Rodrigues (DEM-RR), manterá seu apartamento e seu plano de saúde mesmo afastado da função e do cargo. Chico Rodrigues também solicitou a ampliação do seu afastamento de 90 para 121 dias para que seu filho, Pedro Rodrigues, suplente no cargo, possa assumir. Seu pedido foi aceito pelo presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Pedro Rodrigues também manterá os benefícios de ter um apartamento em Brasília e um plano de saúde.

Veja aqui: Com o "fim da corrupção", vice-líder do governo no Senado é encontrado com dinheiro na cueca.

O senador que foi flagrado com mais de R$30 mil em dinheiro vivo em sua residência, estando boa parte dessa quantia em sua cueca na chegada da Polícia Federal, é suspeito de participar de uma organização criminosa que teria desviado cerca de R$20 milhões destinados à saúde de Roraima, inclusive através da compra de testes rápidos para COVID, sendo a região Norte uma das mais afetadas pela pandemia.

No Brasil de mais de 14 milhões de desempregados, que vem sendo atingido fortemente pela crise sanitária com a marca de 155 mil mortos pela Covid-19 (até o momento), é inadmissível a manutenção de tantos privilégios para uma casta de parasitas que sempre votam leis anti-operárias, ainda mais de um senador flagrado com dinheiro desviado da saúde. Enquanto a população morre em filas de hospitais sem sequer ter um atendimento digno, enquanto o SUS continua sendo sucateado, os privilégios desses corruptos sanguessugas mantém-se intactos.

Pode interessar: Reforma administrativa: destrói a saúde e educação, blinda os de cima, ataca os de baixo.




Tópicos relacionados

Reforma Administrativa   /    privilégios   /    DEM   /    Governo Bolsonaro   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar