Sociedade

MARIELLE FRANCO

Sara Winter, tiete de Bolsonaro, ataca Marielle nas redes: "foi queimar no inferno"

Sara Winter, fã de Bolsonaro e auto intitulada "ex-feminista", se irrita com usuário no Twitter ao ser questionada sobre governo Bolsonaro e responde atacando Marielle: “Foi pro inferno queimar com a Marielle”

terça-feira 21 de janeiro| Edição do dia

Sara Winter, apoiadora de Bolsonaro que há alguns anos foi expulsa da UERJ após invadir a universidade para atacar estudantes, atacou Marielle Franco, vereadora assassinada no Rio de Janeiro em 2018. Fã de Bolsonaro, a "ex-feminista" e atual "cristã", foi cotada para participar do governo Bolsonaro, como parte do ultra reacionário ministério Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, de Damares Alves.

Relembre: Sara Winter leva seguranças até a UERJ para espancar alunos

“Foi pro inferno queimar com a Marielle”, respondeu Sara Winter ao comentário de um seguidor no Twitter. A resposta de Sara veio por ter se irritado com o questionamento de um usuário da redes sobre verba que Bolsonaro teria "conseguido" para o país. “E esse dinheiro foi p onde, p bolso do Flávio ou p conta da Micheque?”, comentou o usuário.

Não é a primeira e nem a última vez que o "fã clube" Bolsonarista ataca a memória de Marielle Franco. Recentemente, assessora de Bia Kicks, deputado eleita sob a sombra de Bolsonaro, usou uma camisa escrito "Marielle Vive... enchendo o saco", em ataque à palavra erguida por aqueles que seguem exigindo justiça pela vereadora.

Rechaçamos todos os ataques asquerosos contra a memória de Marielle Franco, cujo assassinato está ligado à milicianos que já foram vistos ao lado de Bolsonaro, e seguiremos exigindo respostas. Marielle vive!




Tópicos relacionados

Sara Winter   /    Marielle Franco   /    Sociedade

Comentários

Comentar