Sociedade

MARIANA - MG

Samarco descumpre prazo novamente e não entrega plano de emergência

A mineradora Samarco, responsável pelo desastre do rompimento da barragem de rejeitos em Mariana no fim do ano passado, descumpriu prazo estipulado pela justiça novamente e não entregou o plano de emergência caso rompam-se as barragens de Germano e Santarém, também localizadas no município de Mariana. O plano deveria ter sido entregue neste sábado, dia 9.

terça-feira 12 de janeiro de 2016| Edição do dia

O primeiro prazo fixado pela justiça havia sido o dia 3 de dezembro, e após descumprimento pela empresa, a justiça estipulou esta nova data. A empresa apresentou os mesmos moti vos do descumprimento anterior, alegando que a empresa contratada para fazer o plano ainda não o havia entregado.

Esse é mais um capítulo do descaso e prepotência desta joint-venture cujas donas são a Vale S.A. e a BHP Billiton. Com a cumplicidade do judiciário, dos prefeitos e do governador Fernando Pimentel (PT), já se passaram mais de dois meses após o desastre e ninguém foi punido.

No plano de emergência para a barragem do Fundão – aquela que rompeu no dia 5 de novembro – previa-se que a lama chegaria somente até o distrito de Bento Rodrigues. De fato, o distrito foi arrasado pela lama, mas longe dos poucos quilômetros desta previsão fajuta, a lama percorreu no continente mais de 700km e chegou ao mar no Espírito Santo. Neste momento investiga-se se a lama teria mesmo chegado ao Arquipélago de Abrolhos, no sul da Bahia, como afirmam alguns cientistas e moradores, ameaçando a imensa biodiversidade deste Parque Nacional Marítimo.

Barragem Germano. Foto: Raquel Freitas/G1




Tópicos relacionados

Sociedade

Comentários

Comentar