Mundo Operário

RODOVIÁRIOS PORTO ALEGRE

Rodoviários lotam audiência sobre projeto que extingue cobradores em Porto Alegre

No início da noite desta segunda-feira (2), dezenas de trabalhadores do transporte público porto-alegrense estiveram presentes na câmara de vereadores para exigir a retirada do projeto que vai, na prática, colocar 3500 trabalhadores na rua.

terça-feira 3 de dezembro de 2019| Edição do dia

O projeto enviado à câmara pelo prefeito playboy Marchezan retira a obrigatoriedade da reposição dos cobradores que forem demitidos. Marchezan mostra seu comprometimento com a patronal dos transportes, que já vem retirando cobradores em certas linhas, nos finais de semana. Esse projeto objetivamente autoriza aos empresários extinguir a função dos cobradores, deixando milhares trabalhadores abandonados à própria sorte, num momento em que a taxa de desemprego é absurda.

Na audiência pública sobre o projeto, realizada hoje, dezenas de trabalhadores rodoviários exigiram a retirada imediata do projeto, aos gritos de “Porto Alegre vai parar”. Enquanto o isso, o sindicato não mobiliza a categoria para combater os ataque, sendo que Marchezan está tentando privatizar a Carris desde o primeiro dia de governo. A traição nas últimas greves gerais ainda está na memória dos trabalhadores, que sentiram na pele as bombas da polícia e a reforma trabalhista (que agora se soma à reforma da previdência).

Para derrotar os planos de Marchezan e Leite de fazer com que os trabalhadores paguem por uma crise que não é sua, a categoria deve se unir aos professores estaduais, que já estão em greve contra o pacote da morte de Leite, em uma grande greve geral. Para isso é de suma importância a auto-organização dos trabalhadores, se inspirando nos processos de luta de classe que vêm se abrindo na América Latina.




Tópicos relacionados

Marchezan   /    rodoviários poa   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar