×

Alckmin e Doria | Retomar a tradição secundarista como boicote ao documentário mentiroso do PSDB

"O estado veio quente, nois já tá fervendo": se Doria e Rossieli querem que o seu documentário mentiroso passe nas escolas públicas, vamos nos unir em boicote a essa ofensa e relembrar a tradição dos secundaristas que lutaram contra a política de Geraldo Alckmin - na época governador SP - e do PSDB, eternos inimigos da educação pública. É na unidade da comunidade escolar e na luta de classes que precisamos nos apoiar.

sexta-feira 1º de abril | Edição do dia

Foto: Reprodução/Marlene Bergamo

João Doria, agora candidato à presidência pelo PSDB, e Rossieli Soares, secretário de educação de SP e candidato a deputado federal, juntos anunciaram o lançamento de um documentário mentiroso sobre a educação no estado de São Paulo durante a pandemia, e quer que o documentário seja transmitido nas escolas para os nossos alunos, numa medida personalista e cruel, querem escancarar na cara dos mais prejudicados, suas mentiras.

Obviamente o documentário será parte do leque de mentiras que irão contar durante a campanha eleitoral de ambos, já que sabemos muito bem o que foi a educação durante a pandemia. Nós professores encontramos crianças e adolescentes com defasagens pedagógicas importantes, dificuldades psicológicas e sociais, problemas de saúde e estranhamento com o espaço escolar e com o ensino.

Estamos neste momento sentindo na pele todos os dias as contradições e consequências da demagogia do governo de Doria durante a pandemia, que se apresentou como o grande salvador, mas na prática abandonou milhares de estudantes sem condições financeiras e sociais para o ensino remoto, além de ter imposto um ritmo de trabalho e assédio contra os professores nunca visto. Tudo isso debatemos melhor neste artigo: Doria e Rossieli lançam documentário mentiroso sobre educação durante a pandemia em SP.

Por isso, queremos fazer um chamado aos nossos colegas professores: Não está na hora de nos unir as nossas alunas e alunos e mostrar a verdadeira educação de SP e os que de fato lutaram e trabalharam por ela?

Pra isso queremos propor nenhuma atenção e nenhum espaço para o documentário mentiroso de Doria dentro das nossas escolas, mas no lugar organizar sessões de cinema em cada turma, em cada período e em cada unidade escolar sobre as ocupações de escola dos estudantes contra a reorganização escolar de Alckmin, também PSDB na época.

É justo que nossos estudantes de hoje conheçam a luta dos estudantes de ontem pra que suas escolas ainda estejam abertas, assim como o apoio forte que receberam de grande parte de seus professores.

Hoje os estudantes sofrem com a crise econômica, vendo familiares desempregados e tendo que ir trabalhar cada vez mais novos, sem poder seguir os estudos. Vemos as escolas de tempo integral aumentando a evasão escolar. O novo ensino médio roubando e esvaziando o conteúdo da escola. E é por isso que nossas alunas e alunos precisam se enxergar ao lado de seus professores pra se enfrentar com o governo e a política de miséria e destruição paulatina do direito à educação.

Essa aliança entre estudantes e professores é justamente o que mais temem os governos. Isso ficou evidente justamente nas ocupações de escola, quando Alckmin e a mídia diziam que nossos jovens estavam depredando as escolas e usando a ocupação para consumo de drogas, por exemplo. Nós, professores que estivemos no apoio ativo às ocupações de escola, encontramos um cenário totalmente diferente disso. Encontramos a escola finalmente fazendo sentido para os estudantes, que preparavam sua merenda, organizava as atividades recreativas e educativas do dia, limpavam as escolas e se auto ganizavam para manter todas as tarefas da ocupação em dia.

Esse é o espírito que precisamos transmitir aos nossos estudantes pra que a escola e a educação voltem a fazer sentido, apesar da insistência e obstinação do governo de massacrar a juventude trabalhadora e pobre.

Chamamos a todas professoras e professores a boicotarem o documentário de João Doria e Rossieli Soares, e no lugar vamos mostrar a história dos nossos próprios alunos em sessões de exibição de documentários sobre as ocupações de escola de 2015 e 2016.

DICAS DE DOCUMENTÁRIOS SOBRE OCUPAÇÕES DE ESCOLA:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias