GORDOFOBIA

Resposta de Youtuber à Gordofobia de Danilo Gentili viraliza nas redes

Danilo Gentili dispara postagens gordofóbicas e preconceituosas contra a youtuber Alexandra Gurgel após esta ter sido protagonista de uma reportagem tratando da gordofobia na BBC Brasil e o vídeo de resposta da youtuber viraliza nas redes.

quinta-feira 28 de dezembro de 2017| Edição do dia

Após a youtuber Alexandra Gurgel ter sido protagonista de uma matéria sobre a gordofobia publicada pela BBC Brasil no dia 24/12, o apresentador Danilo Gentili, do SBT, fez dois posts bastante ofensivos no twitter. Ao ver uma pessoa gorda sorrindo, feliz consigo mesma e combatendo a gordofobia, o novo “bobo da corte” da velha elite brasileira não se aguentou e expôs em seu twitter a imagem que foi a capa da reportagem - com Alexandra de sutiã e sorrindo – e desferiu suas violências disfarçadas de “piadas”: primeiro postou o link da matéria que diz que ser gordo não é doença e escreveu ironizando “se chatice for doença..." e em seguida postando o link com a foto de Alexandra escreveu “ [...] acabei de jantar aqui... e juro... é difícil acreditar mas...eu comi mais que essa mina...”.

Após receber críticas de diversos internautas, o apresentador seguiu respondendo a algumas pessoas com falas como “como estão seus joelhos?” e “falou em fome ela aparece”. Gentili cada vez mais é absorvido pela marca humorística do SBT e de seu patrão Silvio Santos: de “dor nas juntas? Junta tudo e joga fora” para baixo. É com esse “humor” que o apresentador veste suas violências preconceituosas.

Após ter exposto a imagem de Alexandra, muitos de seus milhões de seguidores postaram uma enxurrada de frases preconceituosas e gordofóbicas (com a velha tática de vestir a violência de “brincadeira” para tentar legitimá-la). No entanto muitos de seus seguidores também perceberam a intenção de Danilo de destruir a auto-estima de pessoas que travam duras batalhas para sorrir e se afirmar – contra a depressão, negação extrema de si mesmo, tentativas de suicídio etc. – e também não concordaram e criticaram o apresentador viciado em propagar preconceitos.

A Resposta de Alexandra Contra a Gordofobia de Gentili

Em resposta a youtuber - que leva a frente o canal Alexandrismos - gravou um vídeo denunciando e rebatendo o apresentador que viralizou nas redes sociais. De acordo com ela: "Hoje em dia, fazer ’piada’ com negro, gordo, gay, mulher, não é mais engraçado (...). Isso é você fazer mal a outra pessoa. Não tem graça alguma, isso não é piada” e completa “Nunca foi divertido sofrer preconceito, nunca foi legal ser marginalizado, nunca foi motivo de riso ser expulso de casa, ser maltratado, ser visto como doente ou desprezível. Agora, que a gente tá tento visibilidade, tá começando a ficar mais legal o mundo, porque esse assunto está vindo à tona. Tá ficando chato pra você, né?".

Veja o vídeo:

#GORDOFOBIANÃOÉPIADA

“Politicamente opressor” ou “politicamente incorreto”?

A estratégia ideológica da velha elite brasileira, de seus representantes da direita e de seus novos “bobos da corte” – como Gentili do SBT- é a seguinte: por um lado propagar as velhas opressões que violentam física, psicologicamente e matam pessoas todos os dias vestindo-as de “brincadeiras” e “piadas”. Por outro dizer que o principal problema do mundo seria uma dita “patrulha ideológica” do que eles chamam de “politicamente correto” que supostamente cercearia a sua “liberdade de expressão” de ser opressor. Assim para esse tipo de gente que se autoproclama “contestador”, “politicamente incorreto” e até “defensor da liberdade” o problema do mundo não é a cada 2 horas uma mulher ser assassinada por violência doméstica e a cada 11 minutos ser estuprada no Brasil; não é o sofrimento das pessoas gordas que pela imposição de um padrão de beleza dominante são taxadas de “doentes”, estereotipadas como fracassadas, educadas para se negarem e odiarem o próprio corpo, não encontrarem acessibilidade em acentos, roupas etc. Não é o racismo e a LGBTfobia que violenta física, psicologicamente e que infelizmente fez do jovem Gabryel Schneyder de 16 anos mais uma vítima fatal.

Para esse tipo de gente o maior problema do mundo é quando negros, mulheres, gordos e lgbts sorriem, se afirmam e se levantam para lutar contra as opressões (o que eles chamam de “patrulha do politicamente correto” e de “mimimi”). Em outras palavras a “novidade” dos bobos da corte e da direita brasileira - que se fingem de “contestadores” para enganar a juventude - é defender o velho bafo colonial do capitalismo brasileiro que se utiliza das opressões para manter sua exploração e a dominação social. A “novidade” combater aqueles que lutam pelo novo, aqueles que rompem as correntes da escravidão e se levanta contra a podridão dessa sociedade.




Comentários

Comentar