Internacional

DECLARAÇÃO DA CRT

Repúdio ao brutal atentado em Barcelona: suas guerras, nossos mortos

Publicamos no Esquerda Diário a declaração política da CRT, organização irmã do MRT no Estado espanhol, diante do brutal atentado em Barcelona.

quinta-feira 17 de agosto| Edição do dia

Um furgão atropelou em Las Ramblas de Barcelona dezenas de pessoas. O veículo percorreu 600 metros em zigzag sobre as Ramblas, com o trágico saldo de 13 mortos e mais de 80 feridos, 15 em estado grave.

A informação é fragmentada e se deu, não sem contradições, a conta-gotas durante toda a tarde, enquanto aumentava o número de mortos e feridos. O Estado Islâmico reivindicou o atentado como uma ação de sua autoria através da agência de notícias AMAQ. Um novo ataque desta organização reacionária que massacra a população civil em distintos países do mundo.

Nós da CRT (Corrente Revolucionária de Trabalhadoras e Trabalhadores, organização irmã do MRT no Estado espanhol) expressamos nossa mais enérgica condenação ao horror deste terrível atentado, assim como nossa solidariedade para com as vítimas e a dor de seus familiares.

Do mesmo modo expressamos nosso repúdio ao massacre de outras vítimas civis em outros lugares do mundo, muitas delas pelas mãos dos exércitos imperialistas, inclusive o do Estado espanhol de Rajoy.

Contra a hipocrisia dos governos imperialistas, dizemos claramente que não acreditamos em "mortos de primeira categoria" e "mortos de segunda".

Agora acontece um operativo de segurança sem precedentes em Barcelona, aonde se mobilizaram forças de distintos batalhões de toda a Catalunha, que tem seus acessos fechados e controlados por militares. Esta situação será utilizada por distintos setores e governos para endurecer a legislação penal e restringir ainda mais as liberdades individuais e coletivas, especialmente contra a população de origem árabe e os imigrantes, promovendo a islamofobia e o racismo.

Já se escutam vozes reacionárias que querem reforçar a repressão, fechar fronteiras e cortar ainda mais as liberdades democráticas.

A barbárie que há décadas governos, exércitos e grandes empresas europeias e estadunidenses vem propagando por meio mundo, em especial na África e no Oriente Médio, golpeia no coração de Barcelona. Esta é a única explicação real e profunda para esta barbárie.

Hoje, como no 11M em Paris, que ressoe bem alta uma condenação que não deixe impune nenhum dos responsáveis, e também um claro e inequívoco repúdio àqueles que querem instrumentalizar este brutal atentado para lançar lenha na fogueira do racismo e da islamofobia.

Suas Guerras, Nossos Mortos.




Tópicos relacionados

Estado Islâmico   /    Internacional

Comentários

Comentar