VELHA POLITICA

Renan se oferece como braço direito de Bolsonaro diz fazer "tudo pela Reforma da Previdência"

terça-feira 15 de janeiro| Edição do dia

Apesar do discurso de combate a corrupção, e da “nova era”, o que vemos são os velhos políticos, muitos deles envolvidos em esquemas de corrupção, fazendo a velha política, a de descarregar a crise nas costas dos trabalhadores e garantir a submissão do país aos interesses do imperialismo.

Para isso, estão contado com o pré-candidato a presidência do Senado, Renan Calheiros. Não estranhe se esse nome lhe é conhecido, é ele mesmo, que foi base do governo Lula e Dilma e agora pretende ser o novo parceiro de Bolsonaro, “A hora que ele me chamar, eu vou” disse Renan.

“Se eu for [eleito presidente do Senado], eu quero ajudar. Já conversei com [o ministro da Economia] Paulo Guedes, uma noite inteira, e falei que quero ajudar na aprovação da reforma da Previdência. Combinei de, quando eu voltar a Brasília, na outra semana, voltarmos a falar", afirmou Calheiros.

Isso se dá por um ponto de convergência entre esses diferentes setores, que é como fazer com que sejam os trabalhadores que pagem pela crise, seja nos fazendo trabalhar até morrer, privatizando as estatais do país pra entregar nossas riquezas de bandeja pro capital internacional, ou retirando nossos direitos fundamentais com a reforma trabalhista. Nisso, todos eles tem acordo.

Da mesma forma que para a eleição da Câmara o PSL declarou apoio a Rodrigo Maia, no Senado também eles negociam com uma das principais figuras da velha politica, escancaram a falsidade de seu argumento eleitoral de "renovação", mostrando em vários escândalos e nessas alianças em nome de assegurar os votos necessários no Congresso para aprovação da sua agenda de duros ataques contra a classe trabalhadora.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Renan Calheiros

Comentários

Comentar