Sociedade

SAÚDE, CAPITALISMO E LUCRO

Remédio contra cegueira genética custará 850 mil dólares

A indústria farmacêutica segue lucrando com a doença, criando seus remédios tidos como "milagrosos" e completamente inacessíveis à população pobre: medicamento contra cegueira genética custará 850 mil dólares nos EUA.

quinta-feira 4 de janeiro| Edição do dia

Mais uma vez a medicina capitalista e a indústria farmacêutica buscam triunfar e garantir seu lucro sobre a doença das pessoas: criaram um medicamento contra cegueira genética que custará a bagatela de 850 mil dólares nos EUA.

Denominado Luxturna, o medicamento pode curar a degeneração da retina, que pode levar à cegueira total. O laboratório que criou, a Spark Therapeutics, afirma que o medicamento pode reverter essa condição e funciona a partir da aplicação do medicamento debaixo da retina.

A aplicação do remédio é cobrada por olho: ambos custarão simples 850 mil dólares.

As indústrias farmacêuticas gastam milhões produzindo medicamentos que prometem milagres e que são completamente inacessíveis à população pobre. Da mesma forma que gastam tanto na pesquisa, colocam todas suas forças para retornar lucros infinitamente maiores. Nos EUA, a saúde que é completamente privatizada, faz com que a população mal dê conta de arcar com custos básicos de saúde como atendimentos de emergência, transporte de ambulância e cirurgias.

Países semicoloniais como o Brasil, gastariam bilhões para importar e distribuir este medicamento, caso isso fosse uma possibilidade, via SUS, sendo a única maneira para que as populações carentes possam ter acesso.

Mais um remédio liberado para comercialização, com custos altíssimos, praticamente inacessível à população e que como de costume, traz para a indústrias farmacêuticas lucros abusivos. Medicamento com promessas milagrosas, feitos com uma pesquisa orientada por lucro e não pelo bem estar e benefício da população.




Tópicos relacionados

Capitalismo   /    medicina do capital   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar