Educação

Educação

Relato: Universidade Cruzeiro do Sul e a demissão em massa de professores na pandemia

Publicamos o relato de Isabel Navarro, estudante de Pedagogia pela Universidadade Cruzeiro do Sul e parte do grupo de mulheres Pão e Rosas, sobre a demissão em massa nessa universidade e em tantas outras que estão acontecendo pelo país.

quinta-feira 2 de julho| Edição do dia

Segundo o Sindicato dos Professores de São Paulo (Simpro SP), as demissões na Universidade Cruzeiro do Sul podem chegar a mais de 30% de todo o corpo docente da Unicsul e os professores começaram a ser avisados na noite do dia 30 de junho, após um pronunciamento do reitor da instituição, Luiz Henrique Amaral.

Veja o relato da estudante Isabel:

Como futura pedagoga e assim futura professora, eu resolvi expor a minha opinião de forma clara e didática pra quem não sabe ou não tem conhecimento do que tá acontecendo consiga compreender o que tá acontecendo com a educação!

Não é de hoje que a educação vem sofrendo ataques, é pra cortar verbas? Vamos cortar da educação!

E por aí vai.

Só que hoje eu quero falar dos docentes de universidade, daqueles que dão a última formação e o último preparo! Talvez vocês não tenham consciência do quão é complicado e amplo você estudar ao ponto de ser um professor de universidade, todos esses professores que foram atacados pela Universidade, sim atacados isso foi um ataque a classe trabalhadora, mas eu vou deixar pra abordar no próximo parágrafo, agora eu queria só que vocês imaginassem:

Você dedica anos da sua vida a aperfeiçoar seus conhecimentos, a evoluir junto com o mundo, a procurar os mais diversos métodos pra ensinar um mesmo conteúdo pra pessoas tão diversas, respeitando o singular de cada um presente na sala, naquele momento o professor não tem família, não tem problemas, não tem crises, ele é só o professor, mas pro professor o aluno nunca é só o aluno, ele é o filho de alguém, ele é o futuro!

Os nossos professores são os formadores do futuro!

E pra gente entender o quão o futuro é importante eu queria agora mostrar onde entra o cenário de ataque!

Vamos trabalhar com o que eu vou chamar de burguesia (que são os donos dessas redes privadas de ensino, os empresários, toda parte de gestão financeira que é quem toma a posse de grande parte dos lucros da Universidade, deve ter mais gente óbvio). E a classe operária que são os professores, os alunos que vendem sua mão de obra pra universidade ou seja alunos que trabalham na faculdade e o pessoal da limpeza (que é terceirizado).

Eu não consigo imaginar outro momento tão oportuno pra atacar os trabalhadores como em um cenário de pandemia, assim eles podem demitir funcionários, fazer os planos de cortes que já queriam fazer e não saírem como os responsáveis, pois é claro que vão culpar a pandemia!

Mas deixa eu contar uma coisinha pra vocês? Professor de mais de 10 anos de carreira dentro da sua empresa, também tem família, também tem contas pra pagar, também quer viver bem, e também teve a vida toda de dedicação pra chegar onde chegou!

Eu fico aqui pensando não houve nenhuma proposta de redução de mensalidade desde que começou o covid-19, então se não tem dinheiro pra pagar os professores, pra onde tá indo o nosso dinheiro?

"A educação do povo daqui é o medo dos homens de lá"

#cruzeirodosul

Essas demissões ocorrem ao mesmo tempo em que outras empresas educacionais, como a Uninove, que demitiu 300 professores por comunicado virtual, estão também descarregando sobre os trabalhadores os custos da pandemia. Amanhã, 03, haverá um ato contra as demissões e pela redução das mensalidades na Universidade Cruzeiro do Sul campus Carrão às 13h, respeitando todas as regras de segurança sanitária.

É por isso que nós do Esquerda Diário viemos defendendo a necessidade de que todas as instituições de ensino privadas sejam estatizadas sob controle dos professores, funcionários e alunos, a partir da organização de base desses três setores. Além da anistia da dívida de todos os estudantes, que nessa pandemia cresceu 72%. Principalmente agora no momento em que vivemos, se faz urgente que as universidade estejam direcionadas a se utilizar de sua estrutura e do conhecimento de seus alunos para combater a pandemia.




Tópicos relacionados

Universidades Privadas   /    Demissões   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar