Política

ELEIÇÕES EM SÃO PAULO

Rede e metade da bancada do PSB votaram a favor da Reforma da Previdência de Doria

Enquanto servidores eram massacrados pela violência da Polícia Militar dentro e fora da Alesp, parlamentares destes dois partidos, que agora conformam a frente ampla de Guilherme Boulos, defendiam o corte de direitos dos servidores.

quarta-feira 25 de novembro de 2020| Edição do dia

PM reprimindo servidores durante a votação. (Foto: APEOESP)

Em março de 2020, foi votada na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) o projeto da Reforma da Previdência dos Servidores Estaduais, que representava um grave ataque. Além de aumentar a contribuição, ele modificava regras de pensão por morte e a fórmula de cálculo da aposentadoria dos servidores, por exemplo.

O projeto só pôde ser aprovado perante a brutal violência da Polícia Militar que reprimia professores e outros servidores na frente e até dentro do prédio, enquanto os parlamentares votavam. Um fato importante é que Alessandra Monteiro, única deputada da Rede, e quatro deputados do PSB, que representavam metade da bancada do partido na Alesp, votaram a favor deste ataque brutal aos direitos dos servidores estaduais.

Esta é mais uma demonstração de que não é possível enfrentar este regime podre, derivado do golpe institucional de 2016, junto com estes partidos burgueses e golpistas. No entanto, estes mesmos partidos agora estão compondo a frente ampla liderada por Guilherme Boulos no segundo turno das eleições municipais em São Paulo.

Para levar até o fim o combate contra Covas, é precisa lutar contra todo este regime do golpe institucional, e isso não pode ser feito se aliando a partidos que votaram a favor do impeachment ou que defenderam a prisão de Lula. Só a luta da classe trabalhadora, independente da burguesia, pode realmente levar este combate até o final.




Tópicos relacionados

Eleições municipais São paulo 2020   /    Eleições municipais 2020   /    Eleições 2020   /    PSB   /    Guilherme Boulos   /    João Doria   /    Reforma da Previdência   /    Rede Sustentabilidade   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar