Gênero e sexualidade

HOMOFOBIA

Ratinho faz vídeo homofóbico criticando gays nas novelas: "É muito viado"

Grande criador de polêmicas baseadas em LGBTfobia e machismo, o apresentador Ratinho não pára: agride mulheres no palco, faz falas homofóbicas na televisão e em seu Instagram.

quinta-feira 4 de janeiro| Edição do dia

Ratinho é mais uma das personalidades midiáticas que sobrevive criando polêmicas baseadas em LGBTfobia e machismo. Há alguns anos, Ratinho agrediu uma mulher durante seu programa. Também já se manifestou no canal onde trabalha, durante seu programa, contra o debate de gênero e sexualidade.

Mais uma vez, Ratinho vai até público destilar homofobia: em um vídeo, o apresentador reclama sobre a presença de gays nas novelas.

"Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou ’viado’ até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha ’viado’ não", disse o apresentador do SBT no vídeo. "Você acha que tinha ’viado’ naquele tempo?", continuou. "É muito ’viado’: é ’viado’ às seis da tarde, é ’viado’ às oito da noite, é ’viado’ às nove da noite, é ’viado’ às dez da noite, é muito ’viado’. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto ’viado’ assim. Ou tem? Será?", continuou.

Vídeo publicado por Ratinho no Instagram

Usuários da rede social foram até o vídeo se manifestar sobre a fala completamente homofóbica de Ratinho.

É típico destas figuras públicas da direita, moralista e conservadoras, como Sara Winter e Jair Bolsonaro, ir à público destilar homofobia e machismo. A violência contra à comunidade LGBT assola o país todo: a cada 48 horas uma pessoa trans é assassinada e a cada 25 horas tem-se uma morte por homofobia. É preciso combater e denunciar essa direita conservadora, degenerada e homofóbica, conivente com a LGBTfobia no Brasil.




Tópicos relacionados

Ratinho   /    Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar