CORONAVÍRUS

R$ 15 milhões do leite condensado de Bolsonaro pagaria 2 parcelas de auxílio emergencial para 25 mil pessoas

Com os gastos de Bolsonaro em leite condensado o governo conseguiria pagar duas novas parcelas do auxílio emergencial para 25 mil brasileiros. Com os gastos totais em supermercado, poderiam ser financiadas duas parcelas do auxílio para 3 milhões de pessoas.

quarta-feira 27 de janeiro| Edição do dia

Créditos da foto: Reprodução Instagram.

Segundo dados do Metrópoles, o executivo gastou R$ 15 milhões apenas em leite condensado no ano de 2020, e R$ 1,8 bilhões em compras de supermercado no geral.

Com os gastos de Bolsonaro em leite condensado o governo conseguiria pagar duas novas parcelas do auxílio emergencial para 25 mil brasileiros. Com os gastos totais em supermercado, poderiam ser financiadas duas parcelas do auxílio para 3 milhões de pessoas.

Entretanto, o que recebemos é um aviso de Paulo Guedes de que não há previsão para a extensão do auxílio, sob o pretexto de falta de dinheiro. O governo fala ainda que caso haja necessidade de novas parcelas, serão às custas de corte de gastos na educação, saúde e salário de servidores públicos.

Enquanto o governo compra o equivalente a 8 mil latas de leite condensado por dia do ano, famílias brasileiras vivem uma volta dos casos de covid-19 sem nenhum tipo de auxílio governamental, com a alta do desemprego e, em alguns locais como Manaus, vivem o ápice da pandemia agora, sem sequer oxigênio para a população.




Tópicos relacionados

Leite condensado   /    Bolsonaro   /    Auxílio emergencial   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro

Comentários

Comentar