Educação

VIVA A GREVE DOS PROFESSORES DA PREFEITURA DE SP

Professores do municipio de São Paulo votam continuidade da greve contra Dória e Temer

quarta-feira 22 de março de 2017| Edição do dia

Neste dia 21/03, os professores da prefeitura da cidade de São Paulo realizaram uma assembléia em frente a prefeitura que votou a continuidade da greve. Após a prefeitura não receber a comissão de negociação, os professores fizeram uma manifestação até a praça do ciclista. A proxíma assembleia da categoria está marcada para o dia 27/03.

Além disso, foi aprovada na assembléia a participação do Simpeen no plebiscito contra a reforma da previdência. Também foi proposto que o Simpeen dialogasse com as centrais sindicais para construção de uma greve geral.

Logo após que a direção da assembleia colocou esta proposta para categoria, os professores massivamente votaram a favor, demonstrando que existe disposição de luta contra os ataques de Temer. Neste sentido é preciso que o Simpeen rompa com os partidos da ordem que estão na prefeitura de São Paulo e as CUT e CTB rompa com tregua dada ao Temer e unifiquem os trabalhadores contra os ataques virão.

Na manifestação deu pra perceber que professores cantaram musica contra Temer questionando o fato do mesmo estar aposentado, enquanto quer que os trabalhadores se aposentem com 65 anos de idade.

No proximo sabado, as 10h, vai ocorrer uma manifestação na paulista com a comunidade escolar. Nesta quinta e sexta, vão ocorrer atos regionais.




Tópicos relacionados

Educação   /    São Paulo (capital)   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar