Sociedade

DESVIO DE BOLSAS DE ESTUDO

Professores da UFRGS são presos por esquema de desvio milionário

sexta-feira 9 de dezembro de 2016| Edição do dia

Três professores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul foram presos na manhã dessa sexta-feira pela Polícia Federal na Operação PhD. Mais uma professora da Unisinos e duas servidoras da UFRGS também. A acusação é a de desvio de dinheiro oriundo de programas federais de incentivo à pesquisa.

O esquema se baseava em incluir bolsistas sem vínculos acadêmicos com a universidade no programa de bolsas que chegavam ao valor de até R$ 6,2 mil. Segundo a investigação da PF, mais de 100 pessoas foram beneficiadas com o esquema desde 2013.

A partir do cruzamento de mais de 300 mil documentos, supõe-se que quase R$ 100 milhões já tenham sido desviados, mas a PF apurou até agora R$ 5,8 milhões em desvios.

O Projeto SUS Educador era a fonte principal dos recursos, que está incluído na área de Educação em Saúde da UFRGS, e giravam em torno das atividades de educação continuada e programas de pós-graduação.

O nome de nenhum professor e dos envolvidos foi citado até agora. Sabe-se, segundo matéria do G1, que o dinheiro foi utilizado em casos distintos que vão desde reforma do apartamento pessoal até pagamento de viagem para a Europa para familiares.

Não se sabe até agora a quantidade de estudantes e pesquisadores que poderiam ter recebido o dinheiro para pesquisas concernentes à área da saúde, ou até mesmo outras áreas tão importantes para as necessidades da população.




Tópicos relacionados

UFRGS   /    Porto Alegre   /    Sociedade   /    Corrupção

Comentários

Comentar