Sociedade

CENSURA

Portal de notícias é censurado para blindar empresário acusado de corrupção, no Piauí

No Piauí, um portal de notícias chamado Portal 180graus está sob censura por noticiar um caso de corrupção chamado "Idepi".

quarta-feira 13 de setembro| Edição do dia

(Imagem do Portal 180graus)

O caso "Idepi", relata a investigação por parte do Tribunal de Contas e do Ministério Público do Estado sobre o Instituto de Desenvolvimento do Piauí, que realizou contratos fechados com empresas privadas que podem haver irregularidades e prejuízos à população.

Uma empresa envolvida no caso, a empreiteira Caxé e seu dono Gustavo Macedo, entraram com uma ação na justiça para caçar jornalistas do Portal 180graus e retirar a matéria do ar que, em um primeiro momento, o judiciário de prontidão o fez sob a pena de multar o site em R$1.000,00 por dia que a matéria ainda estivesse no ar.

Num segundo ato, até a remoção do site da internet foi requisitada pelo empresário. O Portal 180graus publicou uma nota também colocando sua defesa do caso encontrada aqui..

"Alegam os peticionários que o portal desrespeitou a liminar que mandou silenciar. Ou seja,quem recorreu à magistrada não quer somente impor a censura, quer tirar o portal do ar, criminalizar a imprensa e seguir sob a lei do silêncio, como se nada tivesse ocorrendo."

Notícias sobre censura a mídia continuam ocorrendo em diversos sites, principalmente quando são feitas denúncias contra capitalistas e suas máfias em cargos "importantes" da máquina estatal, o que faz que empresários denunciados e juízes - não tão imparciais como dizem - tomem seus lados para atacar aqueles que denunciam seus crimes. Nesse momento, o judiciário prova mais uma vez que é com os empresários que se preocupa, nem que isso custe a perseguição e a censura dentro de um regime democrático fortemente em crise.




Tópicos relacionados

Censura   /    Sociedade   /    Poder Judiciário   /    Corrupção

Comentários

Comentar