Juventude

USP

Porque nós estudantes devemos lutar contra a segregação dos trabalhadores do bandejão?

segunda-feira 16 de abril| Edição do dia

No dia 26 de março de 2018, a sala de louças do bandejão central, foi terceirizada. De 10 a 14 trabalhadores que exerciam o serviço enquanto efetivos, a partir desse dia, passaram a ser 7 trabalhadores que efetuam o mesmo trabalho mas, recebendo um menor salário, sendo que desses, 5 são mulheres.

Esses trabalhadores, que adoecem a cada dia pelo nível exaustivo de trabalho a qual são submetidos, estão sendo proibidos de comer nas dependências do bandejão e utilizar o mesmo vestiário dos demais funcionários. Estão sendo sujeitos a condições sub-humanas e humilhantes de trabalho, não podendo se alimentar da comida que eles mesmos ajudam a produzir, fazendo com que literalmente passem fome dentro de seu próprio local de trabalho. É uma verdadeira segregação o que acontece no interior dos restaurantes e não podemos permitir!

Na última terça-feira fizemos entre estudantes, funcionários e professores da universidade, um ato em frente ao bandejão central exigindo condições dignas de trabalho para os terceirizados, e já conseguimos impor um certo nível de recuo à reitoria. É fundamental que enquanto estudantes sigamos apoiando e fazendo parte dessa luta. A refeição que comemos todos os dias, que nos possibilita estudar e ter acesso ao conhecimento produzido na universidade, é produzida em base a super exploração desses trabalhadores, que não conseguem acessar esse conhecimento.

A aliança com os trabalhadores é fundamental nesse momento para que consigamos impor à reitoria e à super intendência da SAS que os e as terceirizadas parem de passar fome e possam ter acesso aos vestiários assim como os trabalhadores efetivos da universidade, e se apoiando nisso, lutar pela efetivação de todos os trabalhadores terceirizados da universidade, sem necessidade concurso público.

Todos ao ato 17/04 às 12hs em frente ao bandejão central

Confira o chamado das estudantes do grupo de mulheres Pão e Rosas




Tópicos relacionados

bandejão da USP   /    Terceirização   /    USP   /    Juventude

Comentários

Comentar