Política

CIDADE

População “retém” vereador durante 4 horas em Campinas

Chico Nery

Professor da rede pública de Campinas

quinta-feira 21 de julho de 2016| Edição do dia

Nos últimos dias, um fato curioso tomou os jornais de Campinas. O vereador Paulo Galtério(PSB), aliado do prefeito Jonas Donizete, ficou retido durante 4 horas no conjunto Campo das Orquídeas, no Residencial Sirius.

Ele é dono de uma empresa que gerencia condomínios, registrada no nome de sua esposa, e os moradores de um dos condomínios gerenciados tiveram a água e luz cortada durante vários dias por atraso no pagamento. Revoltados, não deixaram o vereador sair de dentro do condomínio até que mostrasse as contas, o que não ocorreu.

Não é a primeira vez que isso acontece: em 2014, quando era síndico em condomínio no Parque Valença, foi expulso, deixando as contas atrasadas, caixa zerado e cobrando honorários de advogado que hoje trabalha em seu gabinete.

Enquanto os trabalhadores ficam sem água e luz, vereadores desse tipo recebem mais de 57 mil mensais em seu gabinete entre salário, assessores e regalias. Isso precisa acabar. Todo político deveria ser revogável pela população, assim como viver igual a um servidor público comum. Chega de farra: que todo vereador ganhe o salário de um professor.




Tópicos relacionados

Campinas   /    Política

Comentários

Comentar