Mundo Operário

REPRESSÃO UNILEVER VINHEDO

Polícia reprime trabalhadores em greve da Unilever, levando 5 detidos

Na tarde, desse sábado, a polícia reprimiu os trabalhadores em greve da Unilever em Vinhedo. Na tentativa de coloca-los a força para dentro da fábrica, a polícia utilizou toda a sua truculência para que isso ocorresse, inclusive levando trabalhadores detidos.

sábado 7 de outubro| Edição do dia

Os trabalhadores levados são 03 dirigentes sindicais dos Químicos de Vinhedo, 02 trabalhadores que estavam na manifestação em apoio a luta dos trabalhadores da Unilever. Após terem sido detidos, o conjunto dos trabalhadores e apoiadores cerca de 100 pessoas, estavam na frente da delegacia foram reprimidos. A polícia partiu violentamente para cima das pessoas que ali se encontravam, com cassetetes e bombas, e inclusive levando mais dois presos, segundo informações do sindicato em sua nota.

Vídeo que mostra momento em que a polícia na frente da delegacia reprime os trabalhadores

Desde o inicio do mês os trabalhadores estão em greve, contra as 130 demissões e a terceirização na fábrica. No dia 04/10 inclusive, a empresa tentou entrar com uma ação para retomar a atividade na empresa, que está com os seus turnos paralisados. Porém, não conseguiram aprovar a medida, e ao contrário se reinvindicou o direito de organização dos trabalhadores, por parte do interdito proibitório a patronal tentou aprovar. Nesse contexto, que vem a polícia com todo o seu aparato de repressão para coibir a organização dos trabalhadores. Porém, eles reafirmaram que seguem mobilizados, que a luta continua.

Nisso, nós do Esquerda Diário manifestamos todo o nosso apoio a greve e a luta dos trabalhadores da Unilever e repudiamos completamente a ação da polícia!! Não passarão, todo apoio a luta, e pela liberdade imediata dos presos políticos!!

Segue as fotos do ocorrido:




Tópicos relacionados

Trabalhadores   /    Campinas   /    Greve   /    Movimento Operário   /    Repressão   /    Violência Policial   /    Campinas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar