Política

#28A

Polícia de Alckmin ataca grevistas em toda São Paulo, trabalhadores resistem

Em diversas regiões da cidade de São Paulo a policia reprime as manifestações de trabalhadores e jovens nesse dia de greve geral no Brasil contra a reforma da previdência. Em dia de paralisação histórica, o governo do PSDB em São Paulo tenta acabar com as greves e manifestações em base a muita repressão. Enquanto a policia ataca com bombas de gás e impede o livre direito de manifestação, a mídia fala em “liberação de vias”.

sexta-feira 28 de abril| Edição do dia

São Paulo amanheceu parado, com metro, trem e ônibus parados, escolas e diversas categorias, realizando uma das maiores greves em décadas da história do pais. O governo do PSDB de Alckmin e Dória desde essa quinta feira vem ameaçando a luta dos jovens e trabalhadores com a repressão da policia militar.

Nesse momento ocorrem diversos focos de repressão pela cidade, o centro da capital paulista esta sendo o cenário da violência policial contra os manifestantes. O dia iniciou logo pela manha com a polícia jogando balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes que impediam as vias até o aeroporto de Guarulhos.

A repressão seguiu pela avenida 23 de maio e se estende até agora pelo centro de São Paulo, enquanto a polícia reprime os manifestantes resistem fazendo barricadas itinerantes, cortando as vias da cidade.




Tópicos relacionados

#28A   /    Política

Comentários

Comentar