Educação

PROFESSORES

Pimentel atrasa salário de outubro em Minas Gerais e gera indignação nas redes

Apesar de todo o transtorno de receberem o salário após o décimo dia do mês, nesse mês de outubro parcela dos servidores ainda não tiveram seu salário debitado. O governo ainda não se pronunciou sobre a hora ou o dia do pagamento nesse mês.

quarta-feira 11 de outubro| Edição do dia

(FOTO: Manoel Marques)

Nas redes sociais de professores muitas mensagens de indignação correm nos grupos devido ao atraso do pagamento do salário. Parte dos próprios trabalhadores e suas redes sociais para saberem mais informações acerca de quais as categorias que estão com salário atrasado ou não.

Já se completam três anos de parcelamento de salários dos servidores no estado mineiro, com o sistemático atraso tanto do pagamento para os servidores que recebem menos de 3000 reais, quanto das parcelas dos servidores que recebem acima de 3000 reais.

Minas Gerais é um dos estados que tem o estado de calamidade financeira decretado, junto com Rio de Janeiro e Rio Grande de Sul. E a sua maneira o governo petista de Fernando Pimentel descarrega a crise nas costas dos trabalhadores.

Essa situação é a cara do ajuste petista de Pimentel que descarrega nos trabalhadores e nos servidores os efeitos da crise, enquanto mantém todos os privilégios e acordos do governo com os empresários das grandes mineradoras.

Leia também: Minas Gerais em calamidade financeira. Por uma saída independente para a crise




Tópicos relacionados

Educação   /    Professores

Comentários

Comentar