Política

AUMENTO DOS COMBUSTÍVEIS

Petrobras anuncia mais um aumento de preço nos combustíveis

O preço médio do litro da gasolina na refinaria irá para R$ 2,48, aumento de 10,2%, e o do diesel para R$ 2,58, aumento de 15,1%. É o quarto aumento da gasolina em 2021 e o terceiro do diesel.

quinta-feira 18 de fevereiro| Edição do dia

Esses aumentos representam um aumento de custos para o consumidor que terá de arcar com maiores preços nas bombas para abastecer os veículos. No ano, a gasolina acumula um aumento de 34,7% e o diesel de 27,7%.

Esses reajustes fazem parte da política da Petrobras de adotar um “equilíbrio competitivo” com os preços internacionais de combustíveis e que levaram a diversos reajustes nos últimos anos, aumentando os custos para os consumidores e servindo para gerar lucro para seus acionistas privados.

Longe de gerar uma "competitividade" para a Petrobrás, a verdade é que essa política de preços só serve para garantir que as grandes empresas privadas estrangeiras possam vender seu petróleo no Brasil, assim como também garantir as privatizações da empresa.

Veja também: Combustíveis caros: um projeto político do regime do golpe para favorecer o imperialismo

Esse reajuste ocorre também em meio a greve dos petroleiros da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, contra a sua privatização, e que vem sendo apoiada por petroleiros de todo o país contra o desmonte e a privatização da Petrobras pelo governo de Bolsonaro.

Veja mais: Greve dos petroleiros da Bahia e mobilizações em todo o país começaram nesta quinta




Tópicos relacionados

Petrobras   /    crise combustíveis   /    Privatização da Petrobras   /    Crise da Petrobrás   /    Política

Comentários

Comentar