×

Calourada Faísca SeSo/UnB | Participe nesta quarta! Reforma ou revolução: crise capitalista, eleições e o futuro da juventude

Na próxima quarta, dia 26, às 18h, vai rolar a Calourada da Faísca no Serviço Social da UnB, impulsionada também pelo Grupo de Estudos Marxismo e Luta de Classes! Vamos voltar com tudo nesse ano com a mesa “Reforma ou revolução? Crise capitalista, eleições e o futuro da juventude”. Com a participação de Letícia Parks, professora e fundadora do coletivo de negros socialistas, Quilombo Vermelho, e Carolina Cacau, graduanda em Serviço Social pela UERJ e dirigente do coletivo feminista marxista internacional Pão e Rosas. Ambas são co-organizadoras do livro “Mulheres Negras e Marxismo”

Caio Rosa Estudante de Relações Internacionais na UnB

Luiza EineckEstudante de Serviço Social na UnB

quinta-feira 20 de janeiro | Edição do dia

Inscrições aqui!

Mais um ano começa em nossa universidade, mas a situação da juventude e da classe trabalhadora está longe de parecer animadora. Segundo pesquisa recente feita pelo Projeto ObservaDF da UnB, 9,5% da população do Distrito Federal não comeu porque não tinham dinheiro para comprar comida nos últimos 3 meses. Somado a isso, vemos desemprego e trabalhos cada vez mais precários para a juventude, catástrofe ambiental e climática global, bem como uma profunda falta de perspectiva e aumento das doenças mentais.

Isso não é uma distopia da Netflix, é a vida real - ou melhor, é o produto de um sistema que está podre, historicamente decadente, o sistema capitalista. Essa é a realidade que enfrenta a juventude no governo de Bolsonaro, Mourão e militares.

Basta! Os capitalistas querem roubar o futuro da juventude! Mas nós vamos mostrar que eles mexeram com a geração errada. Por isso, nesse semestre que se inicia, a Juventude Faísca Anticapitalista e Revolucionária e o Esquerda Diário, que impulsionam o grupo de estudos Marxismo e Luta de Classes no Serviço Social, realizará uma mesa de debates abertos para recepcionar os calouros do Serviço Social com o tema “Reforma ou revolução? Crise capitalista, eleições e o futuro da juventude”. Contaremos com convidadas especiais, como Letícia Parks, professora e militante antirracista, e Carolina Cacau, estudante de Serviço Social pela UERJ - ambas organizadoras do livro “Mulheres Negras e Marxismo”. A mesa será mediada pela estudante de Serviço Social na UnB e uma das organizadoras do grupo de estudos Marxismo e Luta de Classes, Luiza Eineck.

Diante de um futuro que está sendo arrancado da juventude negra, das mulheres e LGBTQIA+, moradora das cidades satélites e do entorno, precisamos opor uma estratégia radical, revolucionária, anticapitalista. Em meio a um ano eleitoral, é crucial debatermos entre os estudantes com qual estratégia devemos atuar nesse momento para derrotar Bolsonaro e a extrema-direita e toda a miséria capitalista que é descarregada em nossas costas. Lula e o PT aparecem como uma alternativa eleitoral para tudo isso. Mas a política de Lula, com crescentes acordos com os empresários e a direita como Alckmin, já deixa claro que ele não pretende nenhuma mudança profunda frente às condições de crise capitalista . Aliás, foi a política de conciliação de classe do PT que abriu portas para o golpe institucional de 2016, bem como para Bolsonaro e a extrema-direita. Assim, é mais do que necessário fazer um debate com o reformismo e os amplos setores que têm ilusões em saídas estritamente eleitorais para melhorar nossas condições de vida - será que elas podem responder profundamente aos dilemas que a classe trabalhadora, a juventude e os mais oprimidos enfrentam?

Queremos promover um espaço de reflexão e questionamento, para retomar o que tem de mais subversivo no movimento estudantil. Discutiremos porque o marxismo revolucionário, ao contrário de suas deturpações stalinistas, e um programa com independência de classe é a ferramenta necessária para que a juventude, a classe trabalhadora e todos os oprimidos enterrem de uma vez por toda esse sistema e construam um mundo em que valha a pena se viver.

Esse é o espírito dessa imperdível atividade, que também é parte dos debates que a Juventude Faísca Anticapitalista e Revolucionário vem tendo no último período na UnB, com por exemplo, o Grupo de Estudos Marxismo e Luta de Classes, no Serviço Social, mas também nacionalmente em cada universidade e local de trabalho em que estamos.

Então anota aí! 18 horas, dia 26, próxima quarta, bora chegar fervendo com esses debates na univerdade! Esperamos todes lá!

Inscrições aqui!

Acompanhe o instagram do nosso Grupo de Estudos!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias