PARALISAÇÃO

Paralisação dos terceirizados atrasa voos no aeroporto de Guarulhos

Trabalhadores terceirizados cruzam os braços contra a retirada de direitos.

quinta-feira 8 de fevereiro| Edição do dia

Esta manhã de quinta-feira, dia 8, no maior aeroporto da América Latina, os trabalhadores terceirizados cruzaram os braços contra a retirada de direitos, diante da política da patronal, que começa a implementar a Reforma Trabalhista para atacar os trabalhadores e aumentar seus lucros. Estão sendo cortandos o adicional de domingo e outros direitos conquistados através da luta.

O sindicato dos terceirizados, Sinteata, organizou um piquete na entrada dos trabalhadores e realizou um ato pelo Terminal 2 do aeroporto.

A paralisação afetou os serviços de manutenção do aeroporto, o trasporte de cargas e principalmente o transporte de malas.

Recebemos relatos de trabalhadores efetivos de que os voos da manhã sofreram atrasos por conta da paralisação no setor de trasporte de bagagem.

Se trata de uma tentativa das patronais de usarem esse ataque contra a classe trabalhadora. Somente os trabalhadores organizados, usando a sua força e usando seus próprios métodos de luta, como greves, piquetes e paralisações podem revogar a Reforma Trabalhista e barrar a Reforma da Previdência.

O Esquerda Diário esteve ao lado dos trabalhadores terceirizados do aeroporto, realizando a cobertura da paralisação e prestando apoio à luta dos terceirizados, e divulgando a campanha pela Greve Geral já, contra a Reforma da Previdência, pela revogação da Reforma Trabalhista e pelo direito do povo votar em quem quiser.




Tópicos relacionados

Greve Geral   /    Greve

Comentários

Comentar