Política

PRIVILÉGIOS STF

Para ministros dos STF quase 40 mil, para os trabalhadores menos de mil

A proposta de aumento de salários dos ministros do STF é de 16,38%, enquanto para os trabalhadores o aumento do salário mínimo foi aprovado em 4,6%.

quinta-feira 9 de agosto| Edição do dia

Foto: Veja on line / Nelson Jr.

As porcentagens já são muito maiores, mas se pensarmos que o salário mínimo de um trabalhador hoje é de R$ 954 e de um ministro do STF é R$ 33.7663, esses valores se tornam ainda mais absurdos.

Saiba mais: Aumento de 4,6% do salário mínimo é quase 300 vezes menor do que o estabelecido pelo DIEESE

O projeto de aumento salarial em votação prevê para o próximo ano um salário base de R$ 39.293,32, tirando todos os benefícios que a casta do Judiciário pode agregar a seu salário, como o “auxílio moradia”, por exemplo. Esse aumento custará cerca de R$ 4 bilhões aos cofres públicos. Isso no mesmo país da PEC 55, que congela por 20 anos os gastos com saúde e educação baseada na "crise econômica".

Isso só prova que os capitalistas e seus aliados querem descarregar a crise nas costas dos trabalhadores enquanto se mantém com seus privilégios e aprovam salários milionários para continuar nos atacando. Não podemos esquecer que vivemos o país do golpe institucional, onde a população em prol das regras do capital estrangeiro não tem nem o pleno direito de decidir em quem votar, onde a reforma trabalhista legaliza condições cada vez mais precárias de trabalho, onde a lei da terceirização permite salários abaixo do mínimo.

Enquanto tudo isso acontece, os ministros do STF se propõe um salário de quase R$ 40 mil em contraponto ao salário mínimo que não chegará a mil para os trabalhadores. Está claro que a burguesia aliada ao imperialismo e usando de ferramenta o Judiciário quer que nós paguemos pela crise que eles mesmos criaram, falando de déficit no orçamento, rombo na previdência, problemas econômicos, enquanto nos reservam a miséria e se dão todos os privilégios possíveis.

Leia também: STF aumenta salários dos juízes para R$40mil. Entenda o motivo do escárnio

Não vai ser confiando nessa estrutura de poder que acabaremos com esses ataques, apenas se enfrentando com o imperialismo numa perspectiva de independência de classe que poderemos acabar com os privilégios de poucos que roubam diariamente nossa qualidade de vida. É preciso avançar sobre cada ataque aos nossos direitos, pois se hoje nos retiram a possibilidade de votar em quem quiser, é justamente para que possam elevar ainda mais o peso dos ataques que descarregarão em nossas costas.




Tópicos relacionados

salário mínimo   /    STF   /    Política

Comentários

Comentar