Sociedade

DIA DOS NAMORADOS

Para aumentar os lucros de Junho, o pai de João Doria inventou o Dia dos Namorados.

No mundo todo, o que chamamos no Brasil de Dia dos Namorados, é comemorado no dia 14 de fevereiro, Dia de São Valentim (“Valentine’s Day”). Qual a relação do dia 12 de Junho com as baixas vendas de Junho e o publicitário João Doria, pai do atual prefeito paulistano?

segunda-feira 12 de junho| Edição do dia

Para contextualizar o misterioso “acaso” do dia 12 de Junho ser comemorado no Brasil, e somente aqui, como o Dia dos Namorados, as explicações resumiam-se ao fato deste ser na véspera do Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro. De fato o dia deste santo muito veio a calhar com os objetivos puramente comerciais da data.

Em 1948, preocupada com as baixas vendas de Junho, a loja Exposição Clipper contratou o dono de agência publicitária Standart Propaganda, João Doria, pai do atual prefeito higienista e privatista de São Paulo, para que este pudesse dar uma melhorada nos lucros do comércio.

Assim, buscando estabelecer uma nova data em que as pessoas tivessem uma prerrogativa para gastar seus salários através da troca de presentes no mês de Junho, João Doria pai escolheu a véspera do dia do santo casamenteiro para servir de data da sua campanha publicitária em favor do Dia dos Namorados. Tamanho sucesso de vendas que gerou a campanha levou a diversos estados aderirem, posteriormente se tornando uma comemoração nacional.

"Não é só com beijos que se prova o amor!", dizia um slogan do primeiro Dia dos Namorados brasileiro. "Não se esqueçam: amor com amor se paga", afirmava outro. A propaganda foi julgada a melhor do ano pela Associação Paulista de Propaganda à época.

Atualmente, o "Dia dos Namorados", inventado pelo marketing para alimentar os lucros das grandes grifes do comércio, já é a terceira melhor data para o comércio no país - atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. A média do faturamento do dia romântico já chega perto de R$ 1,5 bilhão.

As informações são do portal BBC




Tópicos relacionados

João Doria   /    Sociedade

Comentários

Comentar