Sociedade

PRIVATIZAÇÃO

PT, Rede e PSDB concordam em privatizar o saneamento básico de joelhos para o imperialismo

Em debate promovido pelo Sindcon nesta terça-feira, dia 7 em São Paulo os partidos enviaram representantes que discutiram as propostas para o setor de saneamento, deixando claro o compromisso desses partidos com o sucateamento dos serviços públicos em benefício do lucro de empresários.

quarta-feira 8 de agosto| Edição do dia

No evento compareceram Jerson Kelman, representante do PSDB e ex-presidente da SABESP, Miriam Belchior pelo PT e ex-ministra do Planejamento e João Capobianco pela Rede e presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade.

Os debatentes criticaram a MP de Michel Temer que obriga os municípios a realizarem licitações para contratar concessionárias de saneamento básico. e colocaram suas propostas para o setor, todos eles consentiram numa suposta “necessidade” de avançar com privatizações, colocando setor chave para a qualidade de vida da população nas mãos de empresários.

Em relação aos representantes do PSDB e Rede, seus cargos chamam atenção quando se ligam com as propostas de privatização, uma vez que mostra os interesses aos quais são confiadas empresas estatais como a SABESP.

As privatizações, além de depreciarem qualidade do serviço prestado, as condições de trabalho e o direito da população, por vincula-lo aos aviltantes lucros do mercado, servirão para cumprir a lei de responsabilidade fiscal, pagando os banqueiros e especuladores imperialistas, donos dos títulos da dívida pública.

Mais uma vez o PT se coloca ao lado dos demais partidos da ordem para defender o lucro dos empresários e o sucateamento dos serviços públicos, querendo agora atacar um setor tão fundamental para a garantia do básico de qualidade de vida das pessoas, rifando nossos direitos.

Isso só mostra o qual demagógico é o discurso deste partido que diz que quer governar pelos pobres mais segue se aliando aos interesses dos partidos que inclusive orquestraram o Golpe institucional em 2016 e seguem aprofundando com a prisão arbitrária de Lula (preso por ser citado no mesmo esquema que cita Alckimin).




Tópicos relacionados

Imperialismo   /    PSDB   /    PT   /    Rede Sustentabilidade   /    Privatização   /    Sociedade

Comentários

Comentar