Política

LUTA CONTRA GOLPE

O PT demonstra ser incapaz de lutar contra o Golpe

Apesar dos dirigentes do PT duvidarem das chances de o partido voltar ao Palácio neste ano, o presidente do partido, Rui Falcão, divulgou nesta segunda feira (1º) uma nota em que diz ‘’repudiar’’ a ideia de que o partido teria abandonado a Dilma.

terça-feira 2 de agosto de 2016| Edição do dia

Na nota, publicada no site do partido, Falcão diz que o partido ‘’reafirma seu compromisso integral na luta pelo retorno á Presidência da companheira Dilma’’
Na nota publicada no site do PT nesta segunda, Falcão chama de ‘’invencionices’’ informações sobre o suposto abandono de Dilma.

Falcão diz que essa é uma ‘’versão forjada’’ pelo os apoiadores do golpe interessados na continuidade do governo Temer. O secretário nacional de Formação do PT, Carlos Henrique Árabe afirma, porém, que o partido ‘’deve escolher que caminho tomar dentro de uma derrota: a conciliação, preparando – se para 2018’’.

Apesar da declaração pública, integrantes da cúpula do PT reconhecem ‘’uma fadiga’’ para a defesa do mandato de Dilma. De acordo com um deles, ninguém acredita numa mobilização capaz de levar Dilma de volta à Presidência, nem nas chances de vitória no Senado Federal. Nesta terça feira, o Senado vai retornar a análise do golpe institucional, que deve começar a ser votado no plenário no dia 29 de agosto se Renan não conseguir adiantar a data como prometeu hoje a Temer.

A luta contra este governo golpista deve continuar, mesmo sem o PT.

Conforme tínhamos denunciando neste site, o PT através da CUT apenas preparou grandes showmícios e não tem feito nada de efetivo contra o Golpe Institucional. Agora, o PT dá uma importante amostra de que cada vez mais está disposto a capitular ao golpe institucional, inclusive abandonando seu "VOLTA DILMA’’. Conforme já anunciou o Lula e outros dirigentes do partido, o PT vai ser uma oposição responsável aos golpistas.

Esta é uma prova de que o PT não é uma alternativa a crise política e econômica que o país está passando. Durante o tempo em que Dilma esteve na presidência, ela governou para os ricos e quando teve que lidar com esta crise econômica, realizou ataques contra os trabalhadores e os setores populares da sociedade. Este mesmo PT que faz inúmeros acordos com a direita golpista e assimilou os seus métodos para poder governar.

Isso mostra que mesmo acontecendo o golpe, o PT está disposto a ser parte deste podre regime. O papel que o PT vai cumprir é de fazer com que os ataques contra os trabalhadores e os setores populares da sociedade passem a conta gotas, para assim tornar mais fácil segurar o descontentamento das massas. Este papel o PT já está cumprindo, quando não organizou através da CUT os bastiões da classe operária brasileira contra o golpe institucional.

O PT não pode levar uma luta séria contra o golpe institucional, pois teria que se enfrentar contra os ataques aos trabalhadores e demais setores populares da sociedade. E ao fazer isso terá que se enfrentar não somente contra os ataques do governo golpista de Temer, mas vai terá que questionar as medidas de ajustes que o ex – governo Dilma tomou.

É mais do que necessário lutar contra os golpistas, pois são um setor que pretende passar duros ataques contra os trabalhadores e os setores populares da sociedade. Ao mesmo tempo lutar contra a direita não significa dar nenhum apoio ao ex – governo de Dilma. A única saída que os trabalhadores e setores populares podem dar para esta crise que o país está passando é por uma Assembléia Constituinte Livre e Soberana imposta pela luta dos trabalhadores e demais setores populares da sociedade, pois só assim poderão questionar este sistema que está a serviço dos ricos.




Tópicos relacionados

CUT   /    PT   /    Impeachment   /    Política

Comentários

Comentar