Cultura

FOTOGRAFIA

O Carnaval mais tradicional do Brasil

Conheça, através das lentes do fotógrafo Rodrigo Morais, o mais tradicional carnaval do Brasil. A folia das ruas de Maragojipe, desde de 2009 reconhecidas como “Patrimônio Imaterial da Bahia”, são tomadas por foliões trajados de arlequins, pierrôs e colombinas, embalados pelas mais tradicionais marchinhas. Mas mesmo no carnaval mais tradicional existe espaço para a criatividade, para o novo.

segunda-feira 6 de março| Edição do dia

Com mais de 100 anos de existência, o Carnaval de Maragojipe é o único na Bahia que mantém a festa de rua com as tradicionais fantasias usadas nos carnavais do século 19. Chamados de entrudos, eram celebrações em que a cultura europeia pagã e cristã entrava em contato com as africanas e indígena brasileiras.

A festa, reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Artístico Cultural do Estado (IPAC) desde 2009 como “Patrimônio Imaterial da Bahia”, acontece em dois locais: na Praça dos Mascarados e na Praça Arena.

Fantasias e máscaras eram inspiradas nos trajes venezianos dos séculos 17 e 18, nos personagens do teatro popular italiano e francês commedia dell’arte, em que figuram arlequins (trajados como bobos-da-corte, com vestes de retalhos em losangos), pierrôs (caracterizados como palhaços tristes) e colombinas (vestidas de servas ou empregadas, desejadas pelos pierrôs e apaixonadas pelos arlequins). Há também inspiração na Roma Antiga quando, em homenagem a Baco, homens, mulheres e crianças saíam às ruas com seus rostos mascarados e corpos pintados para espantar os demônios da má colheita.

Além dos blocos e circuitos que circulam pelas ruas de Maragojipe, estão nas programações carnavalescas atrações fixas, marchinhas tradicionais e escolha do Rei Momo, da Rainha e das Princesas. A partir da abertura oficial do Carnaval, festa chamada de Grito de Carnaval, o Rei Momo passa a governar, simbolicamente, a cidade nos dias de folia.




Tópicos relacionados

Carnaval 2017   /    Cultura

Comentários

Comentar