Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

No dia do aposentado, Temer ameaça não pagar seu direito sem uma Reforma da Previdência

quarta-feira 24 de janeiro| Edição do dia

O golpe não para e o governo Temer se supera em termos de canalhice contra os trabalhadores e toda a população.

Hoje é dia do aposentado e pasmem, Temer teve a brilhante ideia de fazer um vídeo que começa parabenizando a categoria e termina chantageando sobre a reforma da previdência: "se não fizermos hoje uma readequação previdenciária [parece que a equipe de marketing orientou a evitar a palavra REFORMA, talvez tenha a ver com o desgaste expresso na reprovação de 95% ao governo Temer...] você vai ter prejuízo porque vamos quebrar como a Grécia". Que argumentação brilhante do presidente golpista! [sé que não]

Para saber mais você pode ver as 10 mentiras sobre a Reforma da Previdência contadas por Temer e entender que os gastos com a previdência não são o problema, mas sim a verdadeira fraude que é a dívida pública.

O vídeo foi um anúncio da data de votação da reforma da previdência para 20 de fevereiro e será uma das coisas mais horripilantes que verá hoje:

Continuidade do golpe: Temer marca votação da Reforma da Previdência no dia da condenação de Lula

Mas o governo não achou suficiente e enquanto a corja golpista comemorava a condenação arbitrária de Lula, a página do planalto soltou mais uma pérola sobre a previdência

E ainda teve gif:

Com investimento em marketing para colocar de pé uma campanha pela aprovação da reforma da previdência o governo Temer não está economizando. Mas vai ser difícil convencer quase 90% da população que reprova mais essa medida contra os trabalhadores, depois de tantas como a PEC 155, a lei da terceirização e a reforma trabalhista.

Se o dia de hoje não é pra comemorações como hipocritamente quer fazer parecer o governo, também não pode ser de resignação. Muito pelo contrário, a condenação de Lula e a provocação em marcar a data e lançar uma campanha pela reforma da previdência são parte do mesmo golpe que segue contra os trabalhadores e nossos direitos conquistados a duras lutas. Para enfrentá-los o PT já mostrou o caminho que não podemos seguir, dando espaço e força através das alianças com reacionários.

A situação exige uma resposta radical à altura dos ataques. Não podemos permitir a continuidade dessa situação, é urgente nos organizar pela base e exigir das centrais sindicais, em especial a CUT e CTB, a imediata convocação de uma greve geral para derrubar a reforma da previdência, revogar a reforma trabalhista e garantir o direito dos brasileiros votarem em quem quiser.




Tópicos relacionados

Julgamento de Lula   /    Reforma da Previdência   /    Reforma Trabalhista   /    Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar