Política

NACIONAL

Não só de Teori vive a mídia, pauta do Globo é aumentar terceirização

segunda-feira 23 de janeiro de 2017| Edição do dia

Teori, STF, Lava Jato, nomeação, artigo 38, artigo 68. Eis as palavras chave das principais matérias da mídia nos últimos dias. O mundo parece girar sobre as vírgulas, sorrisos, fotos feitas e não feitas por Carmen Lucia. Uma disputa real e escondida está acontecendo. Mas para além dessas "palavra-chave" há outros interesses que correm "em paralelo". Os ataques aos direitos dos trabalhadores. O editorial do Globo de hoje sobre terceirização é um lembrete disso.

No editorial "Patrões e empregados" o jornal da família Marinho reitera sua opinião de que o Senado precisa votar loga um projeto de lei, pior que o PLC 4330 do detestável de Eduardo Cunha. Segundo esse projeto a distinção atividade-fim, atividade-meio é abolida. É um projeto para a terceirização "ampla, geral e irrestrita".

Segundo este jornal que sempre se opôs aos direitos trabalhistas, tendo estampado capa contra o 13o salário em abril de 1962, aprovar esse projeto sobre a terceirização "ajudará patrões e empregados".

Para quem se especializa em manipular sentimentos em novela pode até ser. Para os trabalhadores significará perda de direitos e aumento da exploração pois o motivo verdadeiro do projeto até mesmo o editorial precisa admitir "redução de custos", em bom português: aumentar os lucros em detrimento dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Mídia   /    Direitos Trabalhistas   /    Terceirização   /    Política

Comentários

Comentar