Cultura

SÃO PAULO

"Não faremos mais carnaval de rua na Vila Madalena", afirma Dória em entrevista

Em entrevista para a rádio Jovem Pan, o prefeito de São Paulo, João Dória, afirmou: "muito provavelmente não faremos mais carnaval de rua na Vila Madalena". Trata-se de um bairro "eminentemente residencial", para justificar mais um ataque à cultura.

segunda-feira 6 de março| Edição do dia

A afirmação foi feita nessa segunda-feira (6) ao responder perguntas sobre o pós-carnaval. O bairro da Vila Madalena é famoso por abrigar blocos de carnaval há anos, bem como pela vida noturna. Em outros carnavais, e neste de 2017 também, o bairro foi palco de repressão policial para dispersar os foliões. Dessa vez a repressão, com uso de gás de pimenta e força violenta, ocorreu na segunda-feira de carnaval.

A afirmação ocorre após uma série de polêmicas anteriores ao carnaval, onde Dória provocou a festa de rua, sugerindo que iria tentar restringi-la, como parte de suas medidas privatizantes, elitistas e antipopulares que vem marcando o seu início de governo.

Afirmações como essa de hoje (6), se aprovadas, aprofunda o caráter privatizante da "Cidade Cinza" que Dória quer construir. As iniciativas populares, sem ligação empresarial ou de qualquer tipo, como é o caso de vários blocos de carnaval de distintos locais da cidade, são o alvo da repressão desse governo. Mas se o carnaval na Vila Madalena será ou não impedido em 2018 não é certo, pois muita resistência certamente Dória vai encontrar.




Tópicos relacionados

Arte de Rua   /    arte urbana   /    João Doria   /    São Paulo (capital)   /    Cultura

Comentários

Comentar