Mundo Operário

GREVE GERAL

Metroviários da Trensurb decidem paralisar no dia 30

Em assembleia realizada nesta quarta (21), os metroviários da Trensurb decidiram paralisar as atividades no dia 30 de junho.

quinta-feira 22 de junho| Edição do dia

Veja o informe do Sindimetrô/RS, filiado à CPS-Conlutas, sobre a decisão da assembleia dos trabalhadores:

"Contra as reformas da Previdência e da Legislação Trabalhista, contra as privatizações e pelo Fora Temer, os metroviários do Rio Grande do Sul, reunidos em assembleia extraordinária nesta quarta-feira, 21, decidiram aderir à greve geral convocada para o próximo dia 30.

Barrar as reformas e as privatizações, bem como exigir o afastamento do presidente Temer (PMDB), é o desafio colocado para os trabalhadores brasileiros na atual conjuntura. Os ataques a conquistas históricas da classe trabalhadora e ao direito de se aposentar precisam ser interrompidos.

Os metroviários também paralisarão as atividades pelo reajuste salarial da categoria. Nas reuniões de negociação, a empresa aceitou renovar as cláusulas sociais, mas a proposta de reajuste é zero. A categoria exige, no mínimo, a reposição da inflação medida pelo IPCA, que é de 4,08%.

Entre os motivos para adesão à greve ainda está o deliberado sucateamento da empresa visando a sua concessão para a iniciativa privada e o consequente aumento no valor da tarifa. Exemplos do sucateamento são as sucessivas falhas no sistema, como as que interromperam o serviço na terça-feira, 20, a falta de funcionários e de investimentos nas estações e na via. A escada rolante da estação Unisinos está fora de operação acerca de sete anos.

O Sindimetrô/RS distribuirá, nos próximos dias, materiais à categoria e aos usuários explicando os motivos da paralisação. Uma plenária no próximo dia 28, aberta à participação de outras categorias, irá avaliar o movimento e preparar o dia de greve. O encontro será na sede do sindicato, às 18 horas."

Sobre a decisão Adailson Rodoviário, motorista de ônibus e cipeiro da empresa Trevo em Porto Alegre, comentou: "É um grande exemplo a ser seguido por todas as categorias. Os rodoviários de Porto Alegre tem um sindicato pelego, filiado à Força Sindical, que acabou de declarar oficialmente mais uma traição, recuando sobre a greve geral do dia 30. Mais do que nunca temos que tomar essa luta nas nossas mãos."




Tópicos relacionados

greve geral   /    Nossas vidas valem mais que o lucro deles   /    #30J   /    Greve geral   /    Greve   /    Porto Alegre   /    Caxias do Sul   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar