Sociedade

IGREJA CATÓLICA

Membro do Vaticano é acusado de pedofilia na Austrália

O cardeal George Pell, Ministro das Finanças do Vaticano, foi acusado nesta quinta-feira (29/06) de ter cometido múltiplos abusos sexuais de menores na Austrália.

quinta-feira 29 de junho| Edição do dia

O australiano de 76 anos é a autoridade de maior ranking do Vaticano a enfrentar acusações do tipo, que foram muito comuns na Igreja Católica nas últimas duas décadas. Ele intimado a comparecer a uma corte em Melbourne em 18 de julho, afirmou hoje o vice-comissário de polícia do Estado de Victoria, Shane Patton.

Desde 2012 líderes da igreja Católica estão envolvidos em escândalos de abuso sexual. Em 2014 foi instituída uma comissão para investigar o problema, presidida pelo cardeal de Boston Sean O’Malley, mas as investigações não tem andamento realmente efetivo, o que demonstra conivência da Igreja Católica com esses casos absurdos.

Uma das duas vítimas que compunham o painel deixou-o no ano passado após criticar o papa, enquanto o outro se retirou este ano em protesto contra a falta de ação do reacionário Vaticano em relação aos abusos.




Tópicos relacionados

Igreja Católica   /    Sociedade   /    Gênero e sexualidade   /    Internacional

Comentários

Comentar