MRT

CANDIDATURAS MRT SP

Marcello Pablito: "O racismo e o capitalismo mantém os negros na miséria"

Marcello Pablito, candidato do MRT a deputado estadual pelo PSOL, é trabalhador do bandejão da USP e editor do Esquerda Diário. Em mais uma denúncia contra o racismo e o capitalismo batalha por construir uma voz anticapitalista, de trabalhadores e independente do PT nessas eleições manipuladas pelo Judiciário e com a crescente tutela das Forças Armadas.

quarta-feira 26 de setembro| Edição do dia

Marcello Pablito: "Os dados sobre a desigualdade racial no Brasil são escandalosos. Os negros ocupam os postos de trabalho mais precários, sem carteira assinada ou direitos, terceirizados ou os "horistas" criados pela reforma trabalhista de Temer. A média salarial é R$ 1.200 menor para os negros. Somos quase dois terços dos desempregados (62,2%). No ensino superior, apenas 8,8% dos negros conseguem um lugar, muitas vezes em universidades particulares nas quais têm de pagar fortunas, sendo barrados nas instituições públicas pelo filtro social do vestibular, que, mesmo com as cotas, continua deixando a maior parte dos negros do lado de fora. Em compensação, 23,3% dos negros estão na terrível situação de não conseguir nem estudo e nem trabalho. Entre as vítimas de homicídio, nós negros somos 71%. Nos presídios, somos 64%.

Esses são apenas alguns números que expressam a violência do racismo no Brasil. Uma herança que vem desde os tempos da escravidão, criada pelo capitalismo, junto com o racismo, para garantir lucros aos que ontem eram senhores de escravo e hoje são empresários, banqueiros e latifundiários. Lutamos pela igualdade salarial entre negros e brancos, pela efetivação de todos os trabalhadores terceirizados, e contra cada marca do racismo em nossa sociedade. Por isso, lutamos por uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana.

E combatemos o capitalismo, que é o pai desse crime secular contra o povo negro."




Tópicos relacionados

Marcello Pablito   /    MRT   /    Candidatos MRT   /    MRT   /    Racismo   /    Negr@s

Comentários

Comentar