×

16 de março | Marcella Campos: "Nossa luta agora é coordenar todas as lutas da educação nacionalmente"

Na mobilização de ontem, dia 16 de março, chamado pela CNTE como o dia de mobilização da educação, vimos em São Paulo a falta de construção e apoio da APEOESP que é dirigida majoritariamente pela burocracia do PT e PCdoB, aos educadores para lutarem. Assista aqui a fala de Marcella Campos, diretora da APEOESP pela oposição e do Movimento Nossa Classe Educação.

quinta-feira 17 de março | Edição do dia

Diante dos profundos ataques de Bolsonaro e Mourão contra a educação e toda a classe trabalhadora nos últimos anos, o governo agora vem com demagogias em pleno ano eleitoral sobre o reajuste do piso do magistério. Mas, na prática, o que faz Bolsonaro é passar a bola para governadores e prefeitos que farão de tudo para que não se efetive e que se algum nível de reajuste for realizado, que seja a base de trocas por outros ataques contra toda a nossa classe. Isso porque se tem uma coisa que une Bolsonaro, governadores e prefeitos, juntamente com Congresso, militares e Judiciário, é exatamente degradar as condições de vida da classe trabalhadora, jogando toda essa crise nas nossas costas.

Exemplo disso é dado por João Doria (PSDB) que juntamente com o seu reacionário secretário da educação, Rossieli Soares, tenta passar a farsa da "nova carreira" para os professores, colocando para a sociedade que estariam aumentando o salário dos professores, mas que na realidade irá destruir benefícios, condições de trabalho e aumentar a exploração e o assédio de direções contra todos os educadores. Além disso, atuam para fragmentar a categoria de educadores, para enfraquecer a nossa articulação para lutar. Resumindo, assim como o governo federal, aqui Doria ataca a educação de todos os lados para garantir a precarização e exploração da vida dos trabalhadores e da juventude. Os ataques aos trabalhadores da educação, o excludente e precarizante Novo Ensino Médio e o conjunto de ataques como a Reforma Trabalhista, fazem parte de um mesmo plano para nos fazer pagar por esse crise.

Leia aqui: "Nova Carreira" de Doria e Rossieli esconde precarização e controle sobre professores.

As razões para lutarmos são inúmeras, porém, o chamado da CNTE, que é dirigida pela PT, de um dia de mobilização nacional da educação foi sendo esvaziado por eles mesmos até e aqui em São Paulo tiveram o auxilio da burocracia do PT e PCdoB para esvaziar ainda mais esse dia de luta. Dizem que quem não se mobilizaram foram professores, mas isso é resultado de anos de desmobilização construída por essa mesma burocracia dirigindo a APEOESP. Com um dos maiores sindicatos da América Latina permitiram passar tantos ataques, um após o outro, contra nós educadores e a educação dos nossos alunos. Por isso mesmo, nós do Nossa Classe Educação estaremos sempre ao lado dos professores para que possamos combater a burocratização no nosso sindicato e tomar a sua direção para as mãos dos professores.

Rechamos também em ato o ataque que a extrema-direita de Mato Grosso, que faz parte da corja de Bolsonaro, está tentando passar contra a educação, impedindo o debate de gênero e sexualidade nas escolas para afastar os professores da vida real da juventude.

Leia aqui: Cadê a construção da Apeoesp e CNTE para o dia chamado de mobilização da educação?

Precisamos nos espelhar na luta dos professores nacionalmente, como no Piauí, Rio Grande do Norte, Recife e principalmente Minas Gerais, que estão em uma greve massiva contra Zema, Bolsonaro e os ataques contra a educação. É preciso levantarmos uma grande coordenação de luta nacional da educação para um verdadeiro dia de paralisação nacional rumo a greve geral da educação contra o novo Ensino Médio e a carestia de vida e por um reajuste salarial digno e revogação de todas as reformas. Em perspectiva para unificar a luta com as demais categorias de trabalhadores pelo país para juntos colocarmos contra a parede esse governos e patrões, derrubar a reforma trabalhista e enfrentar a inflação.

Assista aqui a fala da professora Marcella Campos:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias