Gênero e sexualidade

MULHERES

Manifesto Internacional do Pão e Rosas: agora com versão impressa!

Em março, especificamente no 8M dia Internacional de Luta das Mulheres onde as mulheres do mundo todo paralisaram suas atividades para lutar contra o machismo, disponibilizamos aqui pelo Esquerda Diário a versão online de nosso Manifesto Internacional do Grupo de Mulheres Pão e Rosas e agora anunciamos o lançamento de sua versão impressa.

terça-feira 25 de abril| Edição do dia

No dia 8 de março disponibilizamos no site do Esquerda Diário o Manifesto Internacional do Pão e Rosas, no marco de um grande dia internacional de lutas onde mulheres do mundo inteiro paralisaram suas atividades de trabalho e estudo, se unificando para exigir iguais salários e direitos e o direito pleno aos nossos corpos e às nossas vidas, além de gritar que basta de machismo, opressão, misoginia e toda e qualquer forma violência contra nós mulheres!

Não podemos deixar de lembrar que é também nesse ano em que comemoramos o centenário da Revolução Russa iniciada pela greve das trabalhadoras têxteis de São Petesburgo, no dia Internacional das Mulheres de 1917 e que posteriormente colocou toda classe trabalhadora russa em luta e também outros setores da população, culminando na tomada do poder pelos trabalhadores e trabalhadoras – experiência que garantiu de direitos e pautas históricos de luta dos trabalhadores e das mulheres, que até hoje reivindicamos em grande parte do mundo.

E agora anunciamos aqui o lançamento da versão impressa do Manifesto Internacional do Grupo de Mulheres Pão e Rosas que pode ser adquirido com as mulheres trabalhadoras, professoras e estudantes universitárias e secundaristas que constroem o Pão e Rosas em Campinas, São Paulo, no Rio de Janeiro em Marília e em Minas! Podem também entrar em contato com nossa página do Facebook para adquirir a versão impressa.

Entendemos que nesse momento de levantes tão importantes contra os ataques dos capitalistas e dos governos sob a classe trabalhadora composta por uma maioria de mulheres e em que nós mulheres temos sido linha de frente das batalhas travadas, no Brasil em especial na luta contra as reformas de Temer que atacam principalmente a vida das trabalhadoras com a Reforma da Previdência, Trabalhista e também com a terceirização irrestrita, esse manifesto se faz mais atual que nunca, assim como a tradição que reivindicamos através dele na luta pela emancipação das mulheres do mundo todo, e que acreditamos que se dará com o fim dessa sociedade que se mantém da exploração e da opressão de todos os seres humanos e com a construção de uma nova sociedade socialista.




Tópicos relacionados

#28A   /    15M   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar