Cultura

ESCOLA DE SAMBA

Mangueira terá verso contra onda de conservadorismo da bancada evangélica

Samba enredo da escola Mangueira terá crítica direta ao conservadorismo de Crivella, pelo ataque ao corte pela metade a subvenção direcionada às escolas de samba para o carnaval do Rio de Janeiro em 2018.

Rafaella Lafraia

São Paulo

quarta-feira 11 de outubro| Edição do dia

(Foto: Maria Zilda e Henrique Matos)

Como crítica a decisão de Marcelo Crivella (PRP – RJ) em cortar pela metade a subvenção direcionada às escolas de samba para o carnaval do Rio de Janeiro, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira terá um samba enredo irônico no ano de 2018.

A decisão de troca do trecho do samba recém-eleito foi tomada nesta segunda (09) e levanta o questionamento direto as atitudes recentes do governante em relação à festa. Confira como ficou:

Eu sou Mangueira meu senhor, não me leve a mal Pecado é não brincar o Carnaval!

Eu sou Mangueira meu senhor, sou Universal
Pecado é não brincar o Carnaval!

Segundo Crivella, este corte orçamentário está vinculado com o aumento de verba para as creches da cidade, mas sabemos que pontos principais de gasto de verba pública serão intocados. Para o prefeito, que é bispo licenciado da Igreja Universal, o conservadorismo é algo latente já que também já noticiou a decisão de que a prefeitura não apoiará a parada LGBT da cidade, sendo que esta é a segunda maior do país.

Este corte orçamentário na maior festa do país, juntamente com o da parada LGBT, a censura da exposição Queermuseu, faz parte dos ataques ideológicos que não só Crivella, mas também Michel Temer, no âmbito federal – com o projeto de projeto de escola sem partido e a cura gay – vem fazendo a classe trabalhadora. Como séculos atrás, as ideologias religiosas perpassam as decisões políticas para impedir a livre expressão da maioria.

Confira a íntegra samba enredo da escola Mangueira pelo link - http://sambarazzo.com.br/site/e-ai-noticias/debochada-mangueira-muda-letra-do-samba-pra-alfinetar-crivella.




Tópicos relacionados

Carnaval 2018   /    Marcelo Crivella   /    Cultura

Comentários

Comentar