Política

Mais uma da Ministra: dinheiro do gabinete ia para a tia de sua assessora

terça-feira 9 de janeiro| Edição do dia

A nova Ministra do Trabalho, a deputada federal Cristiane Brasil(PTB-RJ) coleciona em poucos dias de nomeação uma lista de escândalos sucessivos. Dessa vez, segundo denuncia em matéria publicada na Folha de São Paulo, 4 mil reais mensais de seu mandato é repassado para uma empresa ligada à tia de sua chefe de gabinete, Alessandra Serra Gama, pela locação de um carro. Como se não bastasse a questão familiar, a empresa não foi encontrada em sua sede física divulgada. Um caso raro de locadora de carros que não tem garagem.

No local, constava um escritório de contabilidade. A linha telefônica fornecida relativa à empresa era a do gabinete de outro deputado, Luiz Carlos Ramos(PODEMOS-RJ), aonde “por coincidência” trabalhou Parmênio Francisco Coelho Serra, tio de Alessandra(chefe de gabinete de Cristiane), que já assessorou 6 deputados, em todos os casos emitindo notas da mesma locadora de carro, Barros&Serra Serviços Executivos Rent a Car.

Essa é a nova Ministra que quer acabar com os direitos trabalhistas e com a aposentadoria. Processada por falta de pagamentos de direitos trabalhistas para seus ex-motoristas, citada na delação da Odebrecht em que afirmam ter recebido 200 mil reais de caixa-dois e agora desviando verba de gabinete para familiares do mandato. O juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói, suspendeu liminarmente na noite de segunda-feira a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o ministério do Trabalho. O governo Temer já declarou que irá recorrer da decisão.

Créditos da imagem: Reprodução/Renato Costa/Folhapress




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar