Gênero e sexualidade

FEMINICÍDIO

Mais de 100 pessoas participam do ato contra caso de feminicídio em São Bernardo

quinta-feira 17 de maio| Edição do dia

A jovem Gabrielly, a Gaby, Mc de São Bernardo fora estuprada e encontrada morta na trilha da cachoeira do lago dos Cristais. Nesta quarta, 16 de maio na própria praça da matriz que Gaby costuma cantar suas rimas organizou-se um ato que contou com a presença de familiares, amigos e ativistas da região do ABC. Diversas falas emocionadas e indignadas expressaram a situação de violência que nós mulheres vivenciamos e precisamos lutar cotidianamente. Lembraram-se os diversos os casos de estupro e de feminicidio no nosso país que conta com cerca de 135 estupros por dia, quase 3 mil feminicídios por ano. E que anos atrás ali naquele mesmo local, na histórica praça da matriz, outras lutadoras não se calaram diante da morte de uma mulher e se mobilizaram de forma massiva.

Cantaram-se palavras de ordem e colocou-se também como o machismo se expressa nas diferentes esferas no capitalismo, nos locais de trabalho e de estudo, quando se ganha menos que os homens e através do trabalho precário. Sendo o Brasil o país que possui o caso de vereadora Marielle Franco brutalmente assassinada há 2 meses e que falava justamente: Quantos de nós terão que morrer até que esta guerra acabe? Nós do Esquerda Diário e do grupo de mulheres Pão e Rosas nos solidarizamos com os familiares e amigos, repudiamos o assassinato de Gaby, colocando nossas forças a disposição. Gabrielly presente!




Tópicos relacionados

Mulheres   /    Feminicídio   /    Mulher   /    Violência contra a Mulher   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar