Gênero e sexualidade

DIREITO AO ABORTO ARGENTINA

Maíra Machado: "Nem Macri nem a Igreja puderam deter a maré verde pelo direito ao aborto"

Maíra Machado é professora estadual no ABC paulista, militante do grupo de mulheres Pão e Rosas e do MRT. Ela declarou todo apoio ao tsunami verde na argentina e que se avance a educação sexual nas escolas, junto com a legalização do aborto em toda a America Latina.

quinta-feira 14 de junho| Edição do dia

Aborto aprovado na câmara dos deputados na Argentina: é pela vida das mulheres!

Acabou agora a votação no congresso argentino. A legalização do aborto foi aprovada pelos deputados e agora segue para aprovação em outras instâncias do governo. Nem Macri e nem a Igreja com seus setores "pró-vida" conseguiram conter a maré verde que se transformou em um enorme tsunami. Nas ruas as mulheres conseguiram garantir esse direito. Esse é um passo muito importante para que em toda a América Latina o aborto seja garantido para as mulheres, em condições dignas de saúde. Sabemos que em nosso país e em todo o mundo milhares de mulheres morrem todos os dias, vitimas de aborto clandestino. Esse destino está colocado principalmente para as mulheres pobres e jovens que não podem pagar para que o procedimento seja feito com segurança e higiene. Com o golpe institucional no Brasil e sua tentativa de proibição da discussão de gênero nas escolas, o exemplo argentino deve ser tomado e levado para cada instituição de ensino e local de trabalho, para que no Brasil também possamos avançar para que desde cedo nas escolas seja garantida educação sexual. Me somo às mulheres e homens argentinos que há 15 anos estavam lutando para garantir o aborto legal, seguro e gratuito e com essa força seguiremos nessa batalha em nosso país, exigindo educação sexual para que as mulheres possam decidir! anticoncepcionais para não abortar! Aborto legal, seguro e gratuito para não morrer!




Comentários

Comentar