Sociedade

CRIVELLA

Mãe é obrigada a levar filho ao trabalho, pois Crivella demitiu em creche e não repôs

Em denúncia ao Esquerda Diário, a mãe revelou que teve que levar o filho para seu local de trabalho, pois a creche foi deixada sem condição de funcionamento por causa das demissões.

Carolina Cacau

Foi candidata a vereadora do MRT em 2016, é estudante da UERJ e professora da rede estadual.

quarta-feira 28 de fevereiro| Edição do dia

Segundo denuncia que nos foi enviada, Crivella demitiu auxiliares de professor em creches e crianças foram mandadas para casa em horário de aula, as 10h sem condição de seguir a rotina da creche sem esses profissionais. Nessa situação, a mãe denunciou que foi obrigada a levar seus filho para dentro de seu local de trabalho.

A mãe que pediu para não ser identificada, disse que seu filho que está no maternal um tem 3 auxiliares, e que estas estão indo ao centro da cidade todos os dias em busca de explicações sobre sua demissão. Segundo ela, Crivella prometeu recontratar uma nova empresa com novos auxiliares e normalizar tudo até sexta, mas esta mãe está totalmente descrente com o desfecho dessa história, não é para menos.

As condições básicas para a manutenção da vida não vem sendo respeitados por Crivella. O prefeito vem atacando fortemente os serviços de saúde da cidade, com cortes no orçamento da pasta de até 367 milhões, além de ter congelado 90% das verbas para o orçamento de contenção de enchentes da prefeitura. Aqui listei as 7 vezes que Crivella nos faltou com respeito, só esse ano. Essa é a 8ª. As mulheres tem seu direito ao corpo negado, a torto e a direito nesse sistema de miséria. O que acontecerá com as mães que não podem levar seus filhos ao trabalho, perderão seu emprego? Deixarão seus filhos sozinhos? Essas são as perguntas que o prefeito não pode responder.




Tópicos relacionados

luta por creches   /    Marcelo Crivella   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar