"MANIFESTOCHES" PASSANDO VERGONHA

MBL é humilhado nas redes por post contra a Tuiuti, e envergonhado apaga publicação

Carolina Cacau

Foi candidata a vereadora do MRT em 2016, é estudante da UERJ e professora da rede estadual.

terça-feira 13 de fevereiro| Edição do dia

"Manifestoche" da Tuiuti retrata as manifestações pró-impeachment, o retrato do MBL na Sapucaí deixou os golpistas irritados. Créditos: Bruna Prado/UOL

O MBL deu um exemplo de vergonha alheia. Após o histórico desfile da escola de samba Paraíso do Tuiuti que se transformou em viral com um enredo em que denunciou a continuidade da escravidão na reforma trabalhista, o MBL publicou em sua página no Facebook um artigo relativizando a escravidão no capitalismo.

De tanto lamber as botas dos racistas o MBL tem dificuldade de se nortear. Basta ter alguma expressão do povo negro, de sua história de resistência e ousadia, que os seguidores do "vampiro neoliberalista" saem correndo para passar vergonha.

E essa sequer havia sido a única matéria contra a Tuiuti. Querendo desmoralizar o histórico desfile da Tuiuti publicaram que o carnavalesco responsável por ele, Jack Vasconcelos, “publicou mensagens de ódio”. As tais mensagens seriam posts do carnavalesco contra Temer (intocável para o MBL!), a reforma trabalhista e demais ataques do governo golpista. Críticas justas, e que não se comparam com as besteiras que o MBL costuma propagar nas redes.

VEJA TAMBÉM
- Paraíso do Tuiuti e o grito negro pela liberdade e contra o golpe institucional
- 2018: o ano que o Carnaval trouxe para a avenida o grito de revolta dos brasileiros

Mas o auge da vergonha do MBL foi o compartilhamento da notícia do site Ceticismopolítico, cujo título é “A Tuiutiu fingiu protestar contra a escravidão, mas defende as leis escravagistas da extrema esquerda”. Depois da avalanche de críticas, o link foi apagado do site, mas na descrição do post na página do MBL chegam a dizer que “toda escravidão, pelo menos na história moderna, foi pelo menos ajeitada pela extrema esquerda”. Patético!


postagem do MBL contra o desfile da Paraíso do Tuiuti

Depois de uma enxurrada de comentários críticos a tamanho ridículo, o site "Ceticismo Político" apagou a matéria, envergonhado. O MBL, no entanto, segue passando vergonha em sua página de Facebook, defendendo Temer e o Golpe.


Ao clicar no link do MBL, a mensagem de erro mostra que a matéria foi tirada do ar. Até o "Ceticismo Político" desistiu de passar vergonha junto com os "manifestoches" do MBL.

Separei alguns dos melhores comentários das redes, que não perdoaram o MBL:




O MBL para mascarar sua impotência frente ao impacto do desfile da Tuiuti finge não conseguir entender como é possível relacionar a situação atual do povo brasileiro com o passado escravista. Uma tentativa totalmente frustrada da direita, que não esconde como foi emocionante o desfile da Tuiuti. Eu, como muitas e muitos, me orgulhei ainda mais de fazer parte da história de luta e ousadia do povo negro. E isso o MBL e a direita não agüentam!

Agora é levar da Sapucaí para as ruas, e derrotar os ataques do “vampiro neoliberalista” de Temer e da direita com a força da mobilização da classe trabalhadora e do povo negro! Que a CUT, a CTB e as centrais sindicais se inspirem na Tuiuti, parem de fazer corpo mole e convoquem uma verdadeira greve geral no próximo dia 19, contra as reformas e pelo direito do povo decidir em quem votar!

VEJA TAMBÉM
- Por que a Tuiuti está certa ao comparar a Reforma Trabalhista com trabalho escravo?
- Frota se irrita ao ver que é um "manifestoche" de Temer e chama Tuiuti de comunista
- Paraíso do Tuiutí fez comentaristas da Globo engasgarem e se calarem em rede nacional
- Rodrigo Maia se irrita com as críticas da Tuiutí contra a nefasta reforma trabalhista




Tópicos relacionados

Carnaval 2018   /    Reforma da Previdência   /    Reforma Trabalhista   /    Golpe institucional   /    Carolina Cacau #VozAnticapitalista   /    Governo Temer   /    Michel Temer

Comentários

Comentar