Economia

25 MARÇO

Lojistas da 25 de Março enfrentam fiscalização pesada, diferente da carne podre da JBS

terça-feira 12 de setembro| Edição do dia

foto/EXAME.com

A operação da Receita Federal no Shopping 25 de Março e na Galeria Florêncio em São Paulo nesta segunda (11) fechou os dois centros comerciais no dia de ontem, dando um prazo de 24 horas para comprovar a entrada legal das mercadorias no país. A mesma fiscalização pesada não foi vista durante o escândalo da carne podre da JBS.

A operação, chamada "Setembro", tem como alvo o que a receita chamou de "espaço emblemático da pirataria", e a Receita o fez caçando o alvará do Shopping 25 de Março. A medida, nunca antes vista, mostra que a justiça tem peso duplo, sendo muito dura com pequenos comerciantes, enquanto que grandes monopólios capitalistas saem impunes da fiscalização como foi o caso da carne podre da JBS, acobertado pelo presidente golpista Temer na época.

A Receita ainda estima que 800 toneladas de mercadoria serão apreendidas de 900 lojas, totalizando R$ 300 milhões de reais. Um valor extremamente baixo se comparado com os esquemas de corrupção das grandes empresas capitalistas, novamente tomando de exemplo a JBS, no olho do furacão dos escândalos de corrupção por ter pago alguns bilhões divididos entre inúmeros políticos de diversos partidos incluindo o presidente golpista Temer, que teria recebido R$ 31 milhões para favorecer a empresa com Medida Provisória.

Estas grandes empresas que a justiça nunca fiscaliza, quando entram sob investigação tem grandes acordos de leniência ofertados por juízes e procuradores (muitos que também constam na lista de pagamento dos capitalistas), e por isso seguem impunemente enquanto pequenos comerciantes sofrem a fiscalização pesada. Somente lutando para expropriar estes monopólios capitalistas, é que é possível reverter esta situação e ter ressarcido o dinheiro da corrupção, assim como uma fiscalização popular dos produtos com as fábricas sendo colocadas para funcionar sob controle dos trabalhadores.

Também leia: 5 motivos para expropriar a JBS e coloca-la sob controle dos trabalhadores




Tópicos relacionados

São Paulo (capital)   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar