Sociedade

PARÁ

Lider do MST do Pará foi executado por homens armados no Pará

terça-feira 21 de março| Edição do dia

Na madrugada desta segunda-feira homens armados invadiram o Hospital Geral de Parauapebas a 700 quilômetros do Belém do Pará e executaram a tiros a Waldomiro Costa Pereira dirigente do Movimento dos Sem Terra. Waldomiro trabalhava como assessor do gabinete da Prefeitura do município.

Era militante do MST desde 1996 no assentamento 17 de Abril. Em nota de solidariedade com a família do Agricultor, o MST afirma que "desconhece os motivos do assassinato. Como movimento de luta pela vida, repudiamos toda e qualquer forma de violência contra homens e mulheres. Este é mais um assassinato de trabalhadores no estado do Pará, em que o governo é culpado pela sua incompetência em cuidar da segurança da população e praticado em função da negligência do estado em apurar e punir os crimes desta natureza. Há alto índice de impunidade que se tornou corriqueiro, bem como a ação de grupos de milícias criminosas."

O militante do MST estava internado na UTI do hospital após ter sofrido um ataque no sábado quando encontrava-se trabalhando no assentamento onde morava. O velório será realizado em Curionópolis.




Tópicos relacionados

MST   /    Sociedade

Comentários

Comentar